Mundo WhoDat

A casa do torcedor do New Orleans Saints no Brasil!

Conhecendo nosso adversário: Dallas Cowboys

A temporada está cada vez mais deprimente para o torcedor do New Orleans Saints, então, se você é um fã da NFL e já está desacreditado da temporada, pode começar a utilizar estes textos de análise não só para saber do nosso adversário, que provavelmente irá vencer a gente, mas também descobrir bons times para seguir acompanhando no restante da temporada.

Quem visita o New Orleans Saints dessa vez é o time da América, o Dallas Cowboys, líder da NFC Leste com uma campanha de sete vitórias e quatro derrotas, mas que está atravessando uma fase longe da ideal. Dos adversários até agora, a equipe venceu Chargers, Eagles, Panthers, Giants, Patriots, Vikings e Falcons, e perdeu para Bucs, Broncos e os dois últimos jogos da temporada, contra o Chiefs e o Raiders. Ou seja, trata-se de um bom time, mas que não está atravessando uma boa fase.

Vale dizer, antes de iniciar uma análise mais detalhada, que a equipe está atravessando um surto de COVID-19 e, o HC Mike McCarthy e mais 8 integrantes do time (sem nomes divulgados) estão com a doença e não devem participar do confronto. Dessa forma, a análise a seguir pode estar um pouco viesada.

ATAQUE

Ceedee Lamb e Dak Prescott. Foto de: Wesley Hitt/Getty Images.

O ataque do Cowboys é muito explosivo, isso é evidenciado com a equipe tendo o 3º melhor ataque da temporada com médias de 29,6 pontos por jogo, além de ser o líder em jardas totais por confronto com quase 420 de média, sendo um desafio e tanto para nossa defesa.

O resiliente e espelho de superação Dak Prescott é o QB do time, e, vindo de uma temporada passada frustrante em que ele se lesionou, Prescott chegou até a ser cogitado na briga pelo MVP, tendo 22 TDs e 7 INTs lançados, completando 69,4% dos passes tentados e com o ótimo rating de 104,2. A secundária do Saints precisa ficar esperta, pois Dak têm várias armas aéreas e gosta de fazer passes longos, além do QB ser razoavelmente móvel e conseguir causar danos correndo com a bola.

Falando em jogo terrestre, outro jogador que está em uma boa temporada de recuperação é o RB Zeke Elliott, 6º com mais jardas terrestres na NFL, além de ter 8 touchdowns correndo com a bola na temporada. Zeke sempre foi ranqueado entre os melhores RBs da liga, muito físico e atlético, mas que sofre com lesões. Esta temporada, Tony Pollard, o RB reserva, está dividindo as corridas com o RB principal e também leva muito perigo, tendo 531 jardas terrestres na temporada, sendo um corredor mais veloz e ágil que Elliott.

O talento mostrado nas posições de QB e RB infelizmente não são todas as armas que este ataque possui. Isto porque, a equipe possui um dos grupos de recebedores mais confiáveis e versáteis da liga, possuindo dois talentosíssimos jogadores de primeira rodada em CeeDee Lamb (740 jardas e 6 TDs) e Amari Cooper (583 jardas e 5 TDs), e os confiáveis Ced Wilson (Q) e Michael Gallup ainda contribuem bem para os WRs. Dentre os TEs, a equipe encontrou em Dalton Schultz um dos melhores na posição na NFL, possuindo 537 jardas e 4 TDs na temporada, além do seu reserva Blake Jarwin aparecer em alguns momentos também.

Fechando este poderoso ataque, a linha ofensiva faz um bom trabalho sendo a 8ª que melhor protege o QB contra sacks, cedendo apenas 1,8 sacks em média por partida. O grupo conta com os experientes Tyron Smith e Zack Martin para dificultar a vida da linha defensiva do Saints.

DEFESA

Micah Parsons. Foto de: Inside the Star.

A defesa da equipe de Dallas, por sua vez, não costuma ser tão efetiva quanto o ataque. No que diz respeito a pontos por jogo, a equipe é a 13ª na liga cedendo uma média de 22,7 por confronto. Em jardas, a situação fica pior ainda, a equipe é apenas a 26ª em jardas cedidas por confronto, com a alta média de 369,5 cedidas para os adversários.

Um jogador deste front seven merece destaque. Micah Parsons, o novato escolhido na primeira rodada deste draft, está destruindo esse ano, sendo um jogador extraordinário e que aparenta ser bem mais experiente do que é. Parsons já tem 9 sacks na temporada e ainda possui 67 tackles, segunda maior marca da equipe.

Além de Parsons, outros jogadores merecem destaque nesse front seven. Apesar de não contarem com o DT Randy Gregory, a equipe ainda conta com Osa Odighizuwa, Justin Hamilton, Tarell Basham, Trysten Hill e Carlos Watkins na linha defensiva. Enquanto, entre os linebackers, se destacam Leighton Vander Esch, Luke Gifford e Keanu Neal, essencialmente um safety, mas que está jogando mais na parte do meio do campo em Dallas. A equipe é apenas a 20ª em sacks por jogo na liga, mas, contra o jogo terrestre, faz um trabalho decente e ocupa o top 15 da liga em jardas cedidas.

O maior problema desta defesa, no fim das contas, acaba sendo na secundária, lugar onde a equipe é a 6ª pior em jardas aéreas cedidas por confronto com uma média de 262 por jogo. Este setor do campo conta com Trevon Diggs como principal nome, sendo o líder em interceptações da NFL com 8 até agora, sendo duas delas retornadas para TD. Além dele, Jayron Kearse é o Safety líder em tackles da equipe (76), Damontae Kazee ex-Falcons também é titular da equipe, e o calcanhar de Aquiles fica no CB2 do time, Anthony Brown, que em pleno Thanksgiving deu de presente a vitória para o Las Vegas Raiders e pode ser um ponto positivo para o Saints, tentar se aproveitar do ponto mais fraco desta secundária.

TIME DE ESPECIALISTAS

Greg Zuerlein. Foto de: Tom Pennington/Getty Images.

O time de especialistas conta com o velho conhecido kicker Greg “The Leg” Zuerlein, que não está em uma ótima temporada, mas possui uma das pernas mais fortes da liga. O punter da equipe é o também experiente Bryan Anger, os retornos de punts são feitos por Cedrick Wilson ou CeeDee Lamb e os retornos de kickoffs estão na conta do velocista Tony Pollard.

Não é novidade dizer que o Saints não é o favorito para a partida que irá ocorrer no Thursday Night Football dessa semana no dia 2 de dezembro, às 22h20, horário de Brasília, diretamente do Caesars Superdome com transmissão dos canais ESPN.

Imagem destacada: Rob Carr/Getty Images.

Please follow and like us:

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.