Mundo WhoDat

A casa do torcedor do New Orleans Saints no Brasil!

Muito mais que uma vaga nos playoffs

A matemática é simples: para o New Orleans Saints chegar aos playoffs pela quinta temporada consecutiva – algo que nunca antes aconteceu na história da franquia – basta vencer o Atlanta Falcons e torcer para o San Francisco 49ers perder, em Los Angeles, para o LA Rams (12-4), que precisa de uma vitória para garantir o título da NFC Oeste.

Diante deste cenário, podemos dizer que a situação para o New Orleans Saints conquistar esse feito é completamente racional. Entretanto, sabemos o quanto irracional foi a temporada da franquia e, apesar de tudo, ainda existe dentro da própria torcida uma parcela que não está “confortável” com a possibilidade deste time ir à pós temporada.

Basicamente, vejo dois principais argumentos que são utilizados neste caso: uma melhor posição no Draft e, o medo, pela limitação, da equipe passar vergonha no Wild Card, além dos traumas recentes já causados nos Playoffs anteriores. O motivo desta coluna opinativa é, então, enumerar alguns tópicos que possam mudar a mentalidade de quem acredita que é melhor não garantir um dos limitados convites para a melhor parte da temporada.

Posição no Draft

Desmistificando o primeiro dos argumentos, após simular cenários nos quais o Saints não se classifica aos playoffs e contando com uma rodada sem muitas surpresas, em caso de vitória contra o Falcons, a equipe acabaria entre as escolhas 15 e 18 do próximo Draft. Caso perca para o Atlanta Falcons, o cenário coloca o Saints entre as escolhas 11 e 13. Por outro lado, em caso de garantir a vaga nos Playoffs, sendo o pior time classificado e contando com a provável eliminação no Wild Card, a equipe asseguraria a escolha de número 19 no Draft de 2022.

Obviamente, caso a equipe avançasse do Wild Card teríamos uma pick mais alta, porém, sejamos francos, se esse time chegar ao Divisional, você deveria comemorar muito e a última coisa que deveria estar pensando é em escolhas no Draft. A probabilidade da escolha ser a 11ª é pequena, em média, teríamos uma escolha 4 ou 5 posições acima da 19ª, e o Saints obviamente fará de tudo para vencer o Falcons, o que é uma variável que pode prejudicar essa matemática. No fim das contas, independentemente da posição, a equipe deve draftar um Guard com a escolha mesmo (risos) e, vale colocar na balança com os argumentos que serão mostrados abaixo, se uma ou outra escolha melhor no draft é algo tão importante assim.

Cultura vencedora

Eu não sei a quanto tempo vocês torcem para o New Orleans Saints e isso pouco importa, mas, por mais que os últimos anos tenham sido bem positivos, é necessário fazer uma constatação dolorosa: o New Orleans Saints NÃO é uma franquia vencedora. Como dito no início dessa matéria, ir aos Playoffs significaria pela primeira vez na história a equipe ir por cinco anos seguidos à pós-temporada e, anteriormente, o recorde era de apenas três anos seguidos. Das 53 temporadas da equipe na NFL, o Saints foi aos Playoffs em apenas 14 delas, sendo 9 das 14 após a chegada de Sean Payton ao time, além, obviamente, da franquia ter conquistado apenas um Super Bowl em toda a sua história.

Drew Brees e Sean Payton após o Super Bowl XLIV. Foto retirada de: Fanduel.com

Não é fácil construir uma cultura vencedora, são poucos os times como o New England Patriots, o Pittsburgh Steelers e o Green Bay Packers que conseguem, frequentemente, estarem entre os melhores times da temporada. Desde 2006, contra tudo e todos – visto imagem destacada – o Saints só não esteve nos Playoffs em 6 oportunidades, um dos maiores números de aparições na liga. Ter uma cultura vencedora não se resume só a ser campeão, estar frequentando o palco dos melhores também fortalece a cultura de uma equipe. Caso o Saints chegue aos Playoffs após uma temporada tão conturbada por lesões quanto essa, mostra a “casca” e a cultura vencedora que cada vez mais se instaura na franquia, além de cada vez estarem mais acostumados a estes grandes palcos, é nítido como a experiência e o “peso” da camisa faz a diferença nessas horas, e ir aos playoffs deixaria a camisa do Saints um pouco mais pesada.

Apesar dos traumas, são os Playoffs!

Sei que, após 4 aparições consecutivas, ainda mais pelos finais dramáticos e dolorosos, é normal perder um pouco da dimensão da magia dos Playoffs. Caso encontrar alguns, pergunte à torcedores dos Jaguars e do Jets (principalmente dos Jets que estão à 11 longos anos sem chegar a pós-temporada) o que isso significaria. O clima da postseason é totalmente diferente, só os melhores times estão lá, cheio de estrelas e de heróis improváveis, é o momento de juntar os amigos, comprar comida e bebida e ter a certeza de que vai acompanhar as equipes dando tudo de si dentro de campo, são as 4 semanas mais únicas do ano, cercada de holofotes e momentos inesquecíveis.

Faz muita diferença você ter, ao menos por uma semana, o seu time no palco deste evento. Como fã da NFL, independente de quem está em campo, iremos assistir aos Playoffs empolgados, mas, se você tem a quem torcer, a emoção é um sentimento a mais, parafraseando ninguém menos que Roberto Carlos, “Se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi”, a vida é curta e os Playoffs possuem convites limitados uma vez por ano. Estamos vivendo uma geração de ouro do Saints que não quer parar por aqui, então, dar mais uma experiência de Playoff é importante, tanto para nós torcedores, quanto para a mentalidade da instituição New Orleans Saints.

Quanto aos traumas, entendo a dor de vocês, mas esse ano, a minha dica é diferente. Mergulhem de cabeça nessa experiência caso formos aos playoffs, torça como nunca durante o jogo, odeie o Rams (adversário em caso de ida aos Playoffs) como costumamos odiar recentemente, mas tenha a famosa consciência por trás desses sentimentos: ir aos playoffs já foi melhor que a encomenda. Diferente dos últimos anos, chegaríamos como o pior dos sete classificados, seremos underdogs por uma bela margem, tenho dito que vamos aos playoffs “turistar”, tenha as expectativas bem baixas para o tombo ser menor também. Torça bastante, mas tendo em mente que a chance de perdermos é bem grande, aproveitem a viagem.

O Saints de 2021 merece esse prêmio

O apelo final que faço para a torcida é a de que, vocês sabem tanto quanto eu o quão maluca, imprevisível e conturbada foi essa temporada para o Saints. Os problemas de lesões foram inúmeros, a equipe chega para a semana 18 totalmente remendada, e ainda assim tem a chance de chegar aos playoffs. Acima de tudo, mesmo com as adversidades, é incontestável dizer que esse time lutou todo jogo, que a defesa é uma das melhores, senão a melhor, da história da franquia, que os treinadores – destaque para o candidato a treinador do ano Sean Payton e ao DC Dennis Allen – fizeram o possível e o impossível com os recursos disponíveis. Não existe nada mais justo que coroar essa temporada com uma vaga na pós-temporada, óbvio que existiram muitos pontos negativos nessa jornada, mas, colocando na balança, a equipe merece muito mais ter a chance de jogar os Playoffs do que “morrer na praia”.

Espero que essa matéria faça com que vocês saiam desolados caso o Saints não consiga a vaga aos Playoffs, pois isso vai significar que vocês entenderam o quão importante era a partida deste domingo, mergulharam profundamente na torcida. Pois o clima dessa semana 18 para você, torcedor do Saints, tem que ser parecido com um clima de Playoffs, é um jogo de vida ou morte, com todas as emoções que partidas assim carregam, então também espero que saiam muitos felizes caso a equipe consiga nos proporcionar, com a vaga do Wild Card, mais uma semana vivendo essa montanha russa de emoções que é torcer para o Saints.

É totalmente possível o competitivo San Francisco 49ers vencer o LA Rams, assim como é totalmente possível o Falcons, como já fez anteriormente na temporada, vencer o Saints, é o famoso “e tá tudo bem”. Caso não chegarmos aos playoffs, apesar da chateação momentânea como dito no parágrafo acima, terão seus pontos positivos, aí sim podemos “comemorar” uma melhor posição no Draft, além do fato do time ter cometidos erros ao longo da temporada que sabemos que podem, de maneira justa, eliminar a equipe ainda na temporada regular.

*Como nota final, eu deixo aqui todo selo anti-zica possível para essa matéria. Sei que em alguns momentos as emoções afloraram e pode soar como “zica” para alguns. Não que isso importe na verdade, mas entendo pois também sou supersticioso, substitui o texto analisando o Falcons por este justamente pelo Saints estar 3-0 na temporada quando não analiso o adversário. Porém, essa coluna tem mais a oferecer do que apenas uma zica sobre um cenário hipotético, Who Dat.

Imagem destacada: ESPN.com

Please follow and like us:

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.