Mundo WhoDat

A casa do torcedor do New Orleans Saints no Brasil!
Conhecendo nosso adversário: Green Bay Packers

Conhecendo nosso adversário: Green Bay Packers

Depois do desastre da semana 2, o Saints volta para New Orleans em busca de uma recuperação, mas o adversário da vez não costuma facilitar as coisas: O Green Bay Packers.

A equipe de Wisconsin sempre costuma ocupar o primeiro escalão da NFC, como exemplo, na temporada passada, onde a equipe chegou a final da conferência. Nesta nova temporada a equipe já se mostra uma das favoritas novamente a buscar uma vaga no Super Bowl.

Digo isso pois eles iniciaram a temporada com vitórias e nenhuma derrota, ganhando do Minnesota Vikings na semana 1 por 43 a 34 e do Detroit Lions no último fim de semana por 42 a 21. Pelos placares, pode-se ver um ataque muito empolgado, bora analisá-lo mais profundamente.

ATAQUE
Aaron Rodgers. – Foto de: CheeseheadTV

Não é muita novidade Green Bay aparecer com ataques capazes de muita coisa. Como visto acima, eles vêm para a semana 3 com a incrível média de 42,5 pontos por jogo, e lideram a liga na média de jardas por partida também, com 505 jardas de média. Obviamente enfrentaram dois times 0-2 e que começaram mal a temporada, mas dá pra ter um parâmetro da grande capacidade de pontuar que a equipe possui.

Muito se deve a esse homem da foto acima, indiscutivelmente um dos melhores QBs da liga, Aaron Rodgers. Na estreia, o QB destruiu o Vikings, completando 32 dos 44 passes que tentou, somando 364 jardas e 4 touchdowns. Já na semana 2, Rodgers foi um pouco mais econômico, completando apenas 18 passes pra 240 jardas e 2 TDs. Mas muito dessa economia se deve ao grande companheiro de Rodgers no ataque: seu xará, o RB Aaron Jones.

Aaron Jones começou a temporada jogando muito. Muito talentoso, o jogador rompeu as mil jardas terrestres na temporada passada, estreou esse ano numa partida mais ou menos com 66 jardas terrestres e 1 TD, mas explodiu na semana passada com 168 jardas terrestres, 68 aéreas e 3 touchdowns no total. Aaron Jones é um dos motivos pelo qual Aaron Rodgers tem muito sucesso passando a bola, o ataque fica imprevisível. Na semana passada, os RBs reservas Jamaal Williams (63 jardas) e AJ Dillon (17 jardas), também contribuíram bem para a equipe e com certeza terão snaps no domingo. Será mais um duelo interessante para a defesa do Saints tão boa contra o jogo terrestre.

Nem tudo são flores no ataque de GB, e se existe um grupo mais fraco, esse grupo é o de recebedores. Obviamente, a equipe conta com um dos melhores WRs da liga em Davante Adams, mas que vai para o jogo baleado pois não participou dos treinos da semana devido à uma lesão na posterior da coxa. Tirando ele, o corpo de WR não possui alguém muito confiável. Allen Lazard vem fazendo um bom trabalho, Marquez Valdes-Scantling recebe também mas é conhecido por invocar o Ted Ginn e dropar algumas bolas. A equipe também não tem mais uma referência na posição de TE, o veterano Marcedes Lewis não se destaca muito, Robert Tonyan é o TE com mais jardas na equipe com apenas 25. Jace Sternberger e Josiah Deguara completam a posição. Para se ter noção, o vice-líder em jardas aéreas no time é Aaron Jones.

Fechando o ataque, a linha ofensiva vêm fazendo um bom trabalho, vindo de uma temporada razoável no ano passado (2.3 sacks cedidos por jogo), a equipe só cedeu um sack nas duas partidas de 2020, sendo a líder no quesito juntamente com a OL do Saints.

DEFESA

Christian Kirksey, Preston Smith e Darnell Savage tackleando De’Andre Swift. – Foto de: packers.com

Enquanto o ataque de Green Bay é um exemplo fazendo pontos, a defesa do time não é tanto exemplo assim. A equipe é apenas a 20ª da liga em média de pontos cedidos por jogo com 27,5. Obviamente isso não significa necessariamente algo muito ruim, pois vários pontos sofridos contra o Vikings foram com o jogo já decidido. A prova disso é que, em jardas cedidas por jogo,a equipe ocupa a 10ª colocação, o que é uma boa posição.

Começando pela linha defensiva, a equipe costuma jogar no esquema 3-4 (quando não utiliza 5 DBs), isso é, com apenas 3 jogadores designados como de linha. São eles os defensive ends Dean Lowry e Tyler Lancaster e o nose tackle Kenny Clark que não jogou a semana passada e está questionável com uma lesão na virilha. Montravius Adams e Kingsley Keke também participam da rotação. A equipe tem 6 sacks em dois jogos, mas nenhum de jogadores da DL.

Isso ocorre pois dois jogadores designados como OLB ajudam atacando a linha ofensiva. Eles também são os dois mais conhecidos desse front seven: Za’Darius Smith e Preston Smith costumam completar a linha de cinco jogadores que quase sempre vão pra cima da OL adversária. Za’Darius possui dois sacks na temporada. Completando o front seven temos o líder em tackles no time, o linebacker Christian Kirksey (24 tackles). Krys Barnes e Rashan Gary (1.5 sacks) também participam de muitos snaps na equipe.

Talvez por possuir muitos jogadores com características agressivas a linha no front seven, a equipe sofre com o ataque terrestre, e é algo que o Saints deveria e muito aproveitar, pois contamos com ótimos corredores e será algo essencial para não depender tanto de Drew Brees, até porque a defesa aérea do Packers vem fazendo um ótimo trabalho.

A secundária do Packers se destaca nesse início de temporada, cedendo uma marca boa de apenas 233 jardas aéreas em média, muito por conta de ceder com o jogo já decidido e ainda conseguiu duas interceptações. Jogando com 3 cornerbacks (2 nas beiradas do campo e um no nickel), a equipe conta com os bons jogadores Jaire Alexander (1 INT), Kevin King e Chandon Sullivan (1 INT) nessa posição. Já nos safeties, contam com o bom jogador ex-Chicago Bears, Adrian Amos e com o selvagem Darnell Savage (rs).

ESPECIALISTAS

P JK Scott e K Mason Crosby. – Foto de: packers.com

No time de especialistas, a equipe conta com o confiável e experiente kicker Mason Crosby, os punts são por conta de JK Scott, punter que foi draftado na 5ª rodada de 2018 e os retornos são feitos pelo RB especialista em retornos Tyler Ervin.

Visto o que foi dito acima, o Saints deve esperar um Green Bay Packers que vêm embalado, com ataque e defesas jogando bem, e que tem tudo para atrapalhar mais um primetime para a equipe de New Orleans. A partida ocorrerá no domingo (27/09) às 21h20 (horário de Brasília) com transmissão da ESPN e, para muitos, esse é um jogo sem favoritos.

Imagem destacada: PigskinNut Football

Please follow and like us:

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.