Mundo WhoDat

A casa do torcedor do New Orleans Saints no Brasil!
Delvin Breaux, ex-jogador do Saints, processa médicos do ex-time por suposta negligência médica

Delvin Breaux, ex-jogador do Saints, processa médicos do ex-time por suposta negligência médica

Sua última temporada com o Saints em 2017 foi prejudicada por uma fratura na fíbula que os médicos inicialmente pensaram ser uma contusão na perna.

O ex-cornerback do New Orleans Saints, Delvin Breaux, entrou com um processo por negligência médica contra os ex-médicos da equipe que, em 2017, o diagnosticaram com uma contusão na perna quando na verdade havia uma fratura.

O processo de Breaux – aberto na quinta-feira no Tribunal Distrital Civil da Paróquia de Orleans – acusa o Dr. Deryk Jones, o Dr. Misty Suri e seu empregador, Ochsner Health System, de diagnosticá-lo erroneamente e, portanto, falhar em atender “o padrão aceitável de atendimento” em seu caso.

Nem Jones nem Suri responderam imediatamente aos pedidos de comentário sobre as reivindicações de Breaux, cuja carreira com os Saints terminou logo após o episódio citado no processo. Por sua vez, os funcionários da Ochsner emitiram uma declaração na sexta-feira chamando a ação de Breaux de “infundada”.

A declaração explica como três médicos, conforme exigido por lei, analisaram a reclamação de Breaux antes de ele entrar com o processo. Esse painel concluiu que “todos os réus atenderam ao padrão de atendimento”.

“Apoiamos (Jones e Suri)… pelos cuidados e tratamento fornecidos nesta reivindicação”, disse o comunicado de Ochsner.

Um dos advogados de Breaux, Vincent Odom, do escritório de advocacia Capitelli & Wicker, disse que a decisão do painel de revisão médica não é final.

“Isso não impede o paciente de entrar com uma ação judicial bem-sucedida no tribunal”, disse Odom. “Nosso escritório mantém as alegações feitas no processo do Sr. Breaux.”

O Saints demitiu Jones e Suri como médicos da equipe após a descoberta de que a suspeita de contusão na perna de Breaux – um ematoma, essencialmente – era na verdade uma fíbula quebrada que exigia cirurgia.

Breaux sofreu a lesão durante o training camp do Saints em Metairie no final de Julho de 2017. Suri e Jones pediram um raio-X e ressonância magnética da perna de Breaux e determinaram que ele tinha uma contusão óssea.

Breaux continuou “seu programa de treinamento extenuante” e ficou preocupado quando sua perna esquerda ainda doía uma semana depois. Ele consultou Jones e Suri novamente, mas eles permaneceram firmes em seu diagnóstico inicial depois de solicitar outro raio-X e ressonância magnética, e o jogador voltou à sua rotina de treinamento, alega o processo de cinco páginas de Breaux.

Quando a dor de Breaux não passou em meados de Agosto, ele buscou uma segunda opinião no Tulane University Medical Center, relatou seu processo. A equipe de Tulane informou que ele tinha uma fíbula fraturada, o osso externo da perna que ajuda a função do tornozelo.

Um especialista em Green Bay, Wisconsin, realizou uma cirurgia na perna de Breaux, e o Saints o colocou na injured reserve. O cornerback perdeu toda a temporada, o que deveria marcar seu retorno de outra fratura de fíbula, bem como uma lesão no ombro.

Na época, os oficiais da Ochsner disseram que a provação de Breaux não era incomum, argumentando que fraturas relacionadas ao estresse, como a que o jogador sofreu, às vezes são “imperceptíveis na imagem inicial”.

Breaux iniciou o processo do painel de revisão médica em 2018. Apesar da decisão desfavorável, ele manteve o direito de abrir um processo.

Os processos por negligência médica só podem ser instaurados contra os prestadores de serviços médicos dos reclamantes, e não contra seus empregadores, portanto, o Saints não é réu no caso de Breaux. O processo de Breaux visa Jones, Suri e o Ochsner porque os médicos desempenhavam suas funções para o Saints por meio de um contrato que a equipe tinha com o sistema de saúde.

A Louisiana limita os danos por negligência médica em US$ 500.000, embora não haja limite para compensação por despesas médicas futuras.

Breaux estava no active roster do Saints nas duas temporadas anteriores, começando em todos os jogos em que jogou em 2015 e 2016. Breaux liderou o Saints em interceptações em 2015, interceptando três quarterbacks diferentes naquele ano.

Breaux só apareceu em seis jogos em 2016, quebrando sua fíbula na abertura da temporada contra o Oakland Raiders. Dois meses depois, ele sofreu uma lesão no ombro contra o Tampa Bay Buccaneers que o deixou na injured reserve.

Ele havia se recuperado completamente dessas duas lesões antes do training camp em 2017, ele disse em Março daquele ano, escrevendo no Twitter que estava “200 por cento” saudável.

Mas Breaux nunca mais jogou outra partida na NFL após sua fratura em 2017. Ele se tornou um restricted free agent após a temporada de 2017, mas o Saints não assinou um novo contrato. Breaux fez visitas ao Denver Broncos e ao New England Patriots, mas nenhum dos times o contratou, e ele voltou para a Canadian Football League, onde sua carreira havia começado.

Breaux assinou um contrato com o Hamilton Tiger-Cats no valor de $200.000 antes dos incentivos da temporada de 2018. Esse negócio fez de Breaux o defensive back mais bem pago da CFL. Mas, como observa o processo de Breaux, isso é consideravelmente menos do que o que ele estava ganhando com o Saints.

O contrato de 3 anos de Breaux em Nova Orleans valeu US$ 1,6 milhão, de acordo com a Spotrac. Seu salário base para a temporada de 2017 foi de $615.000.

Breaux ainda está no roster do Hamilton Tiger-Cats, embora o nativo de Nova Orleans não jogará esta temporada porque a CFL suspendeu a temporada de 2020 devido ao coronavírus.

Em resposta a uma notícia na sexta-feira sobre seu processo por negligência médica, Breaux escreveu no Twitter: “Deus abençoe, você sabe o que aconteceu.”

O New Orleans Pelicans da NBA, que também pertence a dona do Saints, Gayle Benson, manteve Suri como médico da equipe, apesar de sua demissão da equipe da NFL.

Traduzido de: nola.com

Please follow and like us:

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.