Mundo WhoDat

A casa do torcedor do New Orleans Saints no Brasil!

Conhecendo nosso adversário: Kansas City Chiefs

Chegamos ao que para muitos é o confronto da temporada. Não só fãs de Chiefs e Saints, mas fãs da NFL no geral estão ansiosos para o confronto que envolve, para muitos, as duas melhores equipes da liga e, ainda mais, pode ser uma prévia do Super Bowl em Fevereiro.

Como objetivo desta matéria, cabe a mim destrinchar um pouco mais a fundo o atual campeão. Pra surpresa de ninguém, a equipe lidera a AFC, já venceu a AFC Oeste e possui 12 vitórias e apenas uma derrota na temporada, sendo oito vitórias consecutivas.

Entretanto, apesar da campanha expressiva, muitas pessoas ainda colocam um asterisco nessa equipe pois, apesar de vencer, tanto o ataque quanto a defesa demonstram inconsistências durante os jogos, fazendo com que as últimas cinco partidas fossem decididas com diferenças de uma posse de bola.

ATAQUE

Patrick Mahomes e Travis Kelce. Foto de: NFL.com

É difícil falar alguma coisa que não seja boa nesse ataque. A equipe possui grandes talentos em todas as posições, e isso se reflete em números: a equipe é a líder em jardas totais na liga com média de 429,2 por jogo, e a 2ª melhor em pontos por jogo com média de 31 por partida.

Começando pelo seu líder, temos ninguém menos que Patrick Mahomes, um fenômeno da atualidade e que tem tudo para se concretizar entre os melhores da história da NFL. Nessa temporada não vêm sendo diferente: líder na corrida pelo MVP, Mahomes é o líder em jardas aéreas com 4208, além de 35 touchdowns e apenas 5 interceptações, sendo três delas no último final de semana contra o Miami Dolphins.

Nos seus alvos, a coisa só piora (para nós). O principal recebedor da equipe é ninguém menos que Tyreek Hill, que, extra-campo à parte, é um dos melhores WRs da liga, sendo o 4º em jardas recebidas na temporada com 1158 e o líder em recepções para touchdown com 14. Além dele, a equipe ainda possui bons WRs que podem ser perigosos: Mecole Hardman possui quase 500 jardas e 3 TDs no ano, DeMarcus Robinson tem 352 jardas e 2 TDs e o experiente Sammy Watkins, mesmo sofrendo com lesões, possui 347 jardas e 2 TDs. E por incrível que pareça, ainda nem falamos da maior arma no jogo aéreo da equipe, que merece um parágrafo só pra ele.

Vocês já devem ter se tocado mas estamos falando de ninguém menos que o Tight End Travis Kelce. Há alguns anos ele já se mostra como o melhor ou um dos melhores TEs da liga, mas o que este jogador está fazendo essa temporada é histórico. Além de possuir o número altíssimo de 90 recepções na temporada, Kelce é o líder em jardas recebidas da liga com 1250. Sim, entre TEs, RBs e principalmente WRs, Kelce é o jogador com mais jardas aéreas. Nunca na história da liga um Tight End terminou a temporada como líder em jardas recebidas e Kelce possui boas chances de conseguir esse feito. Será interessantíssimo ver como o Saints fará para tentar limitar os danos causados por esse jogador extraordinário.

Pra não amedrontar tanto vocês, chegamos ao “ponto fraco” deste ataque, que nem fraco é. Não posso dizer que o jogo terrestre do Chiefs é inefetivo, mas é muito subutilizado devido ao sucesso e monopólio do jogo aéreo neste ataque, fazendo com que o Chiefs seja apenas o 23º da liga em tentativas de corrida por jogo. Mesmo assim, ainda possui um ótimo novato em Clyde Edwards-Helaire que coleciona 724 jardas e 4 touchdowns terrestres na temporada. Recentemente ainda adquiriram ninguém menos que Le’Veonn Bell, um jogador que, mesmo longe de seu auge, ainda possui grande talento e tem 236 jardas e um touchdown na temporada. O 3º RB Darrell Williams ainda aparece em alguns snaps por partida.

Fechando o ataque, a linha ofensiva não é das melhores e, pra piorar, pode não contar com dois titulares pois Mike Remmers e Eric Fisher estão questionáveis. Apesar de no geral ser um OL decente e não ceder muitos sacks, essa pode ser a chave para o Saints limitar Mahomes e cia e sair vitorioso, será imprescindível um bom trabalho da nossa linha defensiva pressionando o quarterback adversário.

DEFESA

Tyrann Mathieu comemorando uma interceptação. Foto de: Jay Biggerstaff-USA TODAY Sports.

Vamos então para o lado da bola que pode animar um pouco mais vocês, Who Dat Nation, ainda mais com a volta do GOAT Drew Brees. A defesa do Chiefs, apesar de ser a 8ª da liga em pontos cedidos com média de 21,6, é apenas a 17ª em jardas, cedendo uma considerável marca de 358,8 jardas totais por confronto.

Iniciando pela linha defensiva, mesmo com bons e experientes nomes como Frank Clark (5 sacks) e Cris Jones (6.5 sacks), a equipe é apenas a 20ª da liga sackando o QB adversário com médias de menos de dois sacks por jogo. Além desses jogadores, ainda conta com o talentoso Tanoh Kpassagnon (1 sack), Mike Danna (2 sacks), Derrick Nnadi, Tershawn Wharton (2 sacks) e o ex-Saints Alex Okafor que, voltando de lesão, tenho ganho cada vez mais espaço nessa DL e já possui um sack na temporada.

Indo para os linebackers e concluindo o Front Seven, não é dos melhores anos para esse grupo. Anthony Hitchens até faz um bom trabalho sendo o vice-líder em tackles da equipe com 75, mas seu companheiro Damien Wilson não anda nada bem e nem irá jogar devido à uma lesão no joelho. Substituindo-o e, em boa temporada no geral, Ben Niemann se mostra o jogador mais efetivo desse grupo, e o novato Willie Gay também têm mostrado seu valor quando entra em campo. Fruto da inconsistência deste front seven, a equipe é apenas a 26ª da liga em jardas terrestres cedidas por jogo com a alta marca de 128,4 jardas terrestres cedidas por confronto. Além disso, marcando RBs contra o passe, a equipe é a terceira pior da liga no quesito, algo que pode ser muito aproveitado pela dupla Brees e Kamara com Michael Thomas fora de combate.

O ponto forte dessa defesa é a secundária. Tenho que começar falando dessa dupla de safeties extraordinária: o texugo do Mel Tyrann Mathieu e Daniel Sorensen são cruciais para essa defesa, tendo Mathieu a ótima marca de 59 tackles e 6 interceptações, além de ter jogado todos os snaps defensivos em 11 das 13 partidas da equipe na temporada. Já Sorensen é uma máquina de tackles com 80, líder do time no quesito, além de 3 interceptações e ter jogado todos os snaps defensivos nas últimas seis semanas. Dentre os CBs a situação não é tão boa quanto os safeties, mas ainda assim é respeitável. Bashaud Breeland costuma se alinhar contra o principal recebedor adversário e têm feito um ano OK. Charvarius Ward, Rashad Fenton (1 INT) e L’Jarius Sneed (2 INT) também costumam fazer um bom trabalho na contenção aérea. Estatisticamente falando, é uma secundária na média da liga, cedendo cerca de 230 jardas aéreas por partida.

TIME DE ESPECIALISTAS

Harrison Butker comemorando um Field Goal. Foto de: Robert Hanashiro – USA Today Sports.

No time de especialistas de Kansas City, temos o confiável kicker Harrison Butker, que acertou 23 dos 25 chutes que tentou na temporada, apesar dos dois erros serem em chutes para menos de 50 jardas. Os punts ficam na conta de Tommy Townsend, um jogador mediano, e os retornos ficam na conta do perigoso Mecole Hardman, que já anotou um touchdown retornando um punt na temporada.

Então, é melhor apertarem os cintos pois a partida de domingo às 18h25, horário de Brasília, com transmissão dos canais ESPN tem tudo para ser empolgante, acirrada e muito bem jogada. Com um pequeno natural favoritismo para o atual campeão, mas com o fator casa para o lado do Saints, equilibrando mais ainda este confronto imperdível da semana 15.

Imagem destacada: Foto de chiefs.com

Please follow and like us:

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.