Mundo WhoDat

A casa do torcedor do New Orleans Saints no Brasil!
Conhecendo nosso adversário: New York Giants

Conhecendo nosso adversário: New York Giants

Depois de uma vitória na semana passada, a torcida fica mais animada, o anseio pela próxima semana fica maior, e nada melhor para se preparar para a próxima partida que conhecer o próximo adversário do Saints, certo? Então bora conversar sobre o primeiro time a visitar o CAESARS Superdome estreando o patrocinador novo, o New York Giants.

A franquia da Big Apple tem problemas há algumas temporadas, e essa temporada têm sido tão frustrante quanto as outras para seus torcedores até aqui. Após uma derrota acachapante para o Denver Broncos em casa na estreia por 27×13, a equipe perdeu no último lance para o Washington Football Team no TNF por 30×29. Por fim, na última semana o time recebeu em casa o também debilitado e 0-2 no momento, Atlanta Falcons, e o resultado acabou novamente desfavorável para o Giants, perdendo por 17×14.

Ou seja, muito provavelmente esse tende a ser o confronto “mais fácil” para o Saints na temporada até aqui, mas como sabemos, nunca dá prever o que acontecerá em um jogo do Saints. Nada mais justo então que desvendar mais afundo o New York Giants para minimizar as surpresas para domingo.

ATAQUE

Daniel Jones. Foto de: Alika Jenner/NFL.

Muito provavelmente o ponto que NY mais necessita de evolução é em seu ataque. A equipe ocupa 24ª posição em pontos feitos por jogo com uma média de apenas 18,7. Por sua vez, em jardas a situação melhora um pouco, ocupando o 18º lugar com 350,3 jardas de média por confronto, ainda assim ocupando a parte de baixo do ranking no quesito.

O fato do ataque do Giants não ser muito bom nos últimos anos se deve consideravelmente ao seu líder, o QB Daniel Jones. Criticado de mais, e muitas vezes com razão, Jones ainda não conseguiu se firmar na liga, apesar de, na temporada atual, seus números estarem consideravelmente melhores que anteriormente. O QB tem uma média de 260 jardas lançadas, completando 65% dos passes que tentou e tendo um ótimo rating de 94,3. Se existe um ponto “ruim”, é que o QB lançou apenas dois touchdowns na temporada, apesar de não ter lançado nenhuma interceptação ainda e seu único turnover ter sido um fumble. Correndo com a bola, Daniel Jones lidera o time em jardas terrestres com 161 jardas, além de dois touchdowns corridos. Ou seja, aparentemente, o terceiro anista vindo de Duke finalmente está evoluindo, mas ainda possui problemas que o Saints pode se aproveitar.

Como dito acima, o líder em jardas terrestres da franquia é o quarterback, o que não é um bom sinal para os corredores. Voltando de lesão, Saquon Barkley ainda está demorando para engrenar na equipe, algo natural, mas que acaba complicando o jogo terrestre deste ataque. Barkley tem apenas 134 jardas somadas nesses 3 jogos, além de uma média relativamente baixa (para seu nível) de 3,4 jardas por carregada e só um touchdown marcado. Os RBs reservas do time quase não possuem carregadas na temporada, mas vale nomeá-los aqui: Devontae Booker e Elijhaa Penny. No geral, o jogo terrestre deve girar em torno de Barkley e Jones mesmo.

As armas do jogo aéreo dessa equipe deveriam ser muito elogiadas por aqui, pois o time possui um ótimo conjunto de recebedores em Kenny Golladay recém-chegado, Darius Slayton, Sterling Shepard e Evan Engram. Porém, o líder em jardas da equipe Shepard, e a outra boa arma Slayton estão fora da partida deste domingo por lesão, enquanto Evan Engram estreou apenas semana passada devido à uma lesão. Isso dá espaço para, além de Golladay, jogadores menos expressivos como Collin Johnson, Kadarius Toney e C.J. Board. Se trabalhar direito, a secundária do Saints pode ter vantagem contra esses jogadores.

Por fim, a linha ofensiva do Giants é regular, tem seu melhor nome no LT Andrew Thomas, abre espaços para o jogo terrestre, mas vem cedendo em média 2,7 sacks por jogo na temporada, 21ª melhor marca da liga apenas. Inevitavelmente, colocar pressão no Daniel Jones e vencer a batalha das linhas ajudaria demais o Saints a sair vitorioso do confronto.

DEFESA

Logan Ryan e Jabrill Peppers. Foto de: Adam Hunger/AP Photo.

Chegando para o lado defensivo da bola, a coisa melhora um pouco para nosso adversário. O Giants é o 16º em pontos cedidos por partida com uma média de 24,7 por jogo, e é o 21º em jardas cedidas com uma média de 374,3. São números longes do ideal, mas, em comparação com o ataque, é algo a se valorizar. A defesa da equipe foi muito bem temporada passada, mas esse ano está deixando um pouco a desejar até aqui.

Começando pela linha defensiva, eles contam com bons nomes em Dexter Lawerence, Austin Johnson, Danny Shelton e Leonard Williams, com foco neste último que, apesar de ser o mais conhecido, talvez seja o que mais está deixando a desejar na temporada. A DL, juntamente aos linebackers que serão analisados abaixo, contribuem para o time ser o 16º em sacks por jogo na temporada, com uma média de 2 por partida.

O grupo de linebackers, completando o front seven da equipe, não vai contar com talvez o principal nome da posição: Blake Martinez. O jogador rompeu o ligamento durante o último jogo e infelizmente está fora da temporada. Em sua ausência, os titulares da posição são Tae Crowder (Q), Reggie Ragland, Lorenzo Carter e o surpreendente novato Azzez Ojulari, líder em sacks do time com 3 na temporada. Este front seven é responsável por ceder em média 107 jardas por confronto, 14ª melhor marca da liga.

Finalizando a defesa nova iorquina, temos aqui a 21ª defesa da liga até o momento em jardas aéreas cedidas por jogo, com 267,3 de média. De fato este grupo, como os números sugerem, não estão fazendo um trabalho muito convincente, fazendo com que Winston possa ter maior facilidade para esticar o campo. Apesar disso, eles contam com nomes experientes como Adoree’ Jackson e James Bradberry entre os cornerbacks, e a dupla de safeties conta com Logan Ryan e Jabrill Peppers, com Xavier McKinney também jogando a maioria dos snaps. Nos três jogos, a equipe só teve uma interceptação, efetuada pelo CB James Bradberry contra o Washington Football Team.

TIME DE ESPECIALISTAS

Graham Gano. Foto de: Matt Swensen/NY Giants.

O time de especialistas do Giants conta com o veloz retornador de kickoffs C.J. Board, além de Jabrill Peppers, outro ótimo retornador, retornando punts. O kicker da equipe é o experiente Graham Gano e os punts ficam por conta do também experiente punter Riley Dixon.

O New Orleans Saints é franco favorito para o confronto de domingo às 14h (horário de Brasília), ainda mais contando com a volta da torcida ao Superdome desde o início de 2020, além de todo o aspecto emocional envolvido pela passagem do Furacão Ida na Louisiana. É de se esperar um estádio inflamado e com jogadores muito determinados e empolgados para trazer um pouco de felicidade a essa comunidade.

Imagem destacada: Giants.com

Please follow and like us:

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.