Mundo WhoDat

A casa do torcedor do New Orleans Saints no Brasil!

Dennis Allen explica porque ele acha que Derek Carr possui as qualidades que os Saints precisam em um QB

POR TERRIN WAACK | TRADUZIDO POR BRUNO PIMENTA STARLING

INDIANAPOLIS – Derek Carr é visto como uma solução de longo prazo para o New Orleans Saints.

Se o ex-quarterback do Las Vegas Raiders e atual agente livre optar por assinar com os Saints em 2023, a esperança é que ele acabe com  o rodízio de jogadores nessa posição em Nova Orleans.

Houve uma mudança no meio da temporada passada entre Jameis Winston e Andy Dalton, e, desde que Drew Brees se aposentou após a temporada de 2020, foram 5 titulares diferentes na posição. Como resultado, a consistência ofensiva tem sido um problema numa sequência de duas temporadas consecutivas sem playoffs.

“Eu acho que ele é altamente competitivo, altamente inteligente, tem uma ótima ética de trabalho e é um líder excelente”, disse o técnico dos Saints, Dennis Allen, sobre Carr na última quarta-feira durante o combine da NFL. Essas são todas as qualidades que eu gosto nele, e essas são qualidades que nós apreciamos na posição de quarterback. Certamente veremos o desenrolar deste processo, mas gostamos do jogador.”

O processo inclui Carr encontrando seu ajuste e mantendo negociações de contrato.

Allen realmente selecionou Carr, oriundo de Fresno State, em uma escolha de segunda rodada do draft, quando ele ainda era o treinador dos Raiders em 2014. Os dois ficaram juntos por apenas quatro jogos antes de Allen ser demitido durante a temporada.

Carr jogou com os Raiders por nove anos, obtendo um recorde de 63-79 com duas temporadas vencedoras e quatro convites para o Pro Bowl. Ele completou 64,6% de seus passes para uma média de 248 jardas passando por jogo ao longo de seu tempo usando o preto e prata de Las Vegas.

Essas marcas não estão muito longe das de Winston e Dalton. Em oito anos, Winston completou 61,3% de seus passes para uma média de 254 jardas por jogo. Em 12 anos, Dalton completou 62,5% de seus passes para uma média de 229,8 jardas por jogo.

Carr teria agendado reuniões com os Saints, New York Jets e Carolina Panthers esta semana em Indianápolis. Pode muito bem ter mais por vir.

O gerente geral dos Saints, Mickey Loomis, confirmou o envolvimento e as intenções dos Saints.

“Tivemos uma boa visita”, disse Loomis. “Ele está passando por seu processo, e nós estamos atravessando o nosso. Mas vamos ver o que acontece.”

Carr tem 31 anos. Brees se aposentou aos 42.

No outro lado do espectro de idade e experiência, os Saints poderiam draftar um quarterback. Eles agora têm uma escolha de primeira rodada — graças à troca com o Denver Broncos pelo ex-treinador Sean Payton. Mas, como se trata da escolha nº 29, as principais perspectivas estão fadadas a já terem sido draftadas no momento em que for a vez de Nova Orleans escolher.

“Quando você está atrás no draft ou mesmo em rodadas posteriores, não há nada que o impeça de contratar um quarterback free agent e draftar outro”, disse Loomis. “Estamos no negócio de captar bons jogadores e colecionar quarterbacks. Eles se tornam bons jogadores para você ou se tornam ativos que você pode negociar.

“É apenas o processo normal. Sempre passamos muito tempo avaliando os quarterbacks. Mesmo no auge da carreira de Drew, nós fizemos isso.”

O draft começa em 27 de abril. Antes disso, Carr pode tomar uma decisão.

Nada disso significa que Dalton e Winston também serão excluídos dos planos dos Saints. Dalton é um agente livre. Winston está sob contrato por mais um ano. O status desses jogadores faz parte do processo de avaliação em andamento.

“O que quero dizer é que é a posição mais importante no campo”, disse Allen. “Nós certamente queremos fazer nossa lição de casa e ter certeza de que estamos tomando a decisão certa.”

Imagem da capa: AP PHOTO

Traduzido de: https://www.nola.com

Please follow and like us:

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.