Mundo WhoDat

A casa do torcedor do New Orleans Saints no Brasil!
Pete Carmichael assume a culpa pelos problemas ofensivos do time: “É totalmente na minha conta”

Pete Carmichael assume a culpa pelos problemas ofensivos do time: “É totalmente na minha conta”

Pete Carmichael não arranjou desculpas nem tentou desviar-se da artilharia dos jornalistas na quinta-feira (05 de outubro).

O coordenador ofensivo do Saints sabe que é alvo de críticas pelo início ruim de temporada da unidade e assume total responsabilidade pelo desempenho abaixo do esperado.

“A responsabilidade é minha”, disse Carmichael. “Tenho que consertar e corrigir essas coisas. Eu tenho que fazer um trabalho melhor. É totalmente na minha conta.”

O Saints vêm de seu pior desempenho ofensivo na temporada na derrota por 26 a 9 para o Tampa Bay Buccaneers. Eles não conseguiram marcar um touchdown sequer e foram limitados a somente 197 jardas totais.

A performance os derrubou para o 23º lugar em jardas ofensivas (285,3 jardas por jogo) e para o 27º lugar em pontuação ofensiva com 15,5 pontos por jogo.

“Quando reassistimos o jogo, vemos que deixamos algumas oportunidades escaparem”, disse Carmichael. “Para que elas se concretizem, precisamos parar de cometer erros bestas no ataque.”

Carmichael está em sua segunda temporada chamando as jogadas ofensivas da equipe. Antes disso, o ex-técnico Sean Payton chamava as jogadas ofensivas, exceto na temporada de 2012 e em partes da temporada de 2018, quando Carmichael assumiu as funções.

Os Saints estão atolados em uma sequência de 10 jogos consecutivos onde não conseguiram marcar mais de 20 pontos. A última vez que marcaram 30 pontos num jogo foi na semana 7 da temporada passada.

“Obviamente, precisamos dar a volta por cima o quanto antes”, disse Carmichael. “Já estamos na semana 4 esse ano, e mesmo se olharmos para o ano passado, eu simplesmente não tenho feito um bom trabalho.”

Com esse início fraco de temporada, Carmichael se tornou um bode expiatório popular entre os torcedores e a mídia, assim estimulando o técnico do Saints, Dennis Allen, e o quarterback Derek Carr a prometerem seu apoio ao experiente treinador, dizendo que os problemas do ataque são inúmeros, e são resultados principalmente da execução de má qualidade por parte dos jogadores, e não de um design ruim ou má seleção de jogadas de Pete.

“O apoio deles significa muito, mas, no fim das contas, é minha responsabilidade”, disse Carmichael. “… O barulho vindo de fora, isso faz parte da profissão. É claro que tenho de fazer um trabalho melhor. Eu tenho que colocar nossos caras em situações melhores. Temos que sustentar melhor as campanhas, especialmente na red zone. Tenho que selecionar melhor as jogadas e nos manter em campo.”

Traduzido por: Leonardo Mendonça

Traduzido de: nola.com

Imagem de capa: Michael C Hebert

Please follow and like us:

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.