Mundo WhoDat

A casa do torcedor do New Orleans Saints no Brasil!
Pré-jogo: Valendo a liderança

Pré-jogo: Valendo a liderança

Depois de duas partidas fora de casa, o Saints retorna à New Orleans para encarar o rival de divisão Tampa Bay Buccaneers. Ambas as equipes chegam para a partida com o recorde de 2-1 e, quem vencer, irá assumir momentaneamente a liderança da divisão.

Muitas semelhanças permeiam o confronto entre as equipes. Além, obviamente, do recorde (2-1), ambas as equipes demonstraram um início melhor que o esperado e receberam um choque de realidade na última semana. Em casa, o Tampa Bay Buccaneers foi atropelado pelo Philadelphia Eagles, enquanto o Saints perdeu para o Packers de uma maneira difícil de superar, após estar na frente por 17 pontos chegando no último quarto.

AP Photo/Jason Behnken.

Os resultados mostraram pontos fracos de ambas as equipes mas, acima de tudo, colocou ainda mais equilíbrio nessa que com certeza é a partida mais importante da temporada até agora para ambas as equipes. Como pode-se esperar em uma divisão nivelada por baixo, os confrontos entre as equipes da mesma divisão é o divisor de águas para saber quem representará a NFC Sul na pós-temporada.

Muitos colocavam Tampa em um nível abaixo de Saints e Falcons para começar a temporada, porém, com uma boa base mantida após a aposentadoria de Tom Brady, a equipe mostrou que pode ser capaz de incomodar e colocar ainda mais equilíbrio na divisão. Espero que o início desta coluna tenha deixado claro a vocês o quão importante é a partida deste domingo, ainda mais pelo fato de ser em casa, é necessário que o Saints entre em campo com esse senso de urgência.

Tratando-se de Saints e, adicionalmente, o histórico recente dessa rivalidade, uma coisa pode ser cravada: não vai ser fácil. O Saints sempre se mostrou inconsistente em confrontos de divisão, mesmo quando dominou a NFC Sul por anos. O maior rival é definitivamente o Atlanta Falcons, o Carolina Panthers já teve seus momentos, porém a bola da vez é o Tampa Bay Buccaneers.

Muito dessa rivalidade recente ocorreu graças a Tom Brady, é claro, mas o fato de existirem muitos confrontos decisivos recentemente, incluindo um jogo de playoff, colocou os confrontos contra Tampa como um daqueles que você coloca um círculo vermelho antes de iniciar a temporada. Historicamente falando, o Saints possui uma ampla vantagem de 39-23 em 62 confrontos de temporada regular. O último jogo, porém, foi uma derrota dolorida por 17×16 na partida que acabou por colocar o Bucs nos playoffs no lugar do Saints.

Partindo para o cenário atual, a sexta-feira trouxe uma notícia muito positiva para os torcedores do Saints. Todos esperavam que Derek Carr ficasse de fora após a lesão em Green Bay, mas existem reais possibilidades de que ele enfrente Tampa e está listado como questionável. Ainda no Injury Report, Cesar Ruiz, Jordan Howden e Paulson Adebo estão fora da partida. Do lado de Tampa, peças chave como Vita Vea (DT), Devin White (LB) e Carlton Davis (CB) estão como questionáveis e podem desfalcar a defesa no domingo, enquanto Jamal Dean (CB) já está designado como fora.

De modo geral, com Winston ou Carr em campo, devemos esperar um confronto muito equilibrado, com as duas defesas dominando os ataques por boa parte da partida, um placar baixo, porém, o elenco do Saints possui total capacidade de sair vitorioso. Espero estar errado e que o ataque encaixe, mas visto Pete Carmichael, é difícil acreditar em uma grande mudança. As defesas, inclusive, ambas frequentam o top 10 em pontos cedidos por jogo, com média de menos de 20 por partida.

No entanto, uma novidade na temporada do lado do New Orleans Saints é capaz de, quase que sozinho, mudar o panorama de um ataque, seu nome: Alvin Kamara. O running back finalmente irá fazer sua estreia após cumprir suspensão, e o retorno não poderia vir em melhor hora, quando o ataque precisa de uma válvula de escape pela OL inconstante e pelas lesões.

Reprodução/Saints.

Antes de encerrar, vale um panorama geral do elenco adversário, liderado no ataque pelo inconstante Baker Mayfield, mas que possui ótimas armas como o RB novato Rachaad White e os experientes WRs Cris Godwin e Mike Evans – Prontos para mais uma batalha Evans x Lattimore? Do outro lado da bola, a equipe possui um núcleo defensivo muito eficiente que se apoia em pilares como Vita Vea, Devin White, Lavonte David, Carlton Davis e Antoine Winfield Jr, alguns desses jogadores estão questionáveis mas é o típico jogo que vale se esforçar para estar nele.

Muitos elementos cercam essa partida que pode não ser das mais vistosas de se assistir, mas que promete muita emoção até o final e ser uma partida crucial visando o titulo da divisão sul da NFC. A partida irá ocorrer às 14 horas, horário de Brasília, sem transmissão em português.

Imagem destacada: AP Photo/Butch Dill.

Please follow and like us:

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.