Mundo WhoDat

A casa do torcedor do New Orleans Saints no Brasil!
Taysom Hill é o primeiro jogador a alcançar marca de touchdowns em mais de 60 anos

Taysom Hill é o primeiro jogador a alcançar marca de touchdowns em mais de 60 anos

De Katherine Terrell | Traduzido por Thais May Carvalho

O quarterback do New Orleans Saints, Taysom Hill, pode ser um dos jogadores mais singulares dos últimos 66 anos.

É a quantidade de tempo que se passou desde que um jogador ingressou no clube 10/10/10 da NFL: 10 touchdowns lançados, 10 touchdowns recebidos e 10 touchdowns corridos.

Hill se tornou o quinto jogador a atingir essa marca na carreira no domingo, na vitória do Saints por 24 a 17 contra o Chicago Bears. Ele se juntou aos membros do Hall da Fama Frank Gifford, Charley Trippi, Red Grange e Jimmy Conzelman.

Gifford, que jogou em várias posições pelo New York Giants de 1952 a 1964, foi a última pessoa a atingir essas marcas, em 1957. Ele se aposentou aos 34 anos com 34 touchdowns corridos, 43 recebidos e 14 lançados.

“Acho isso bastante impressionante, certo?”, disse o técnico Dennis Allen. “Metade dos caras no vestiário não teria ideia de quem é Frank Gifford.”

Hill, que estava na sala enquanto Allen falava após o jogo, sorriu quando questionado se ele era um desses jogadores.

“Ouvi falar dele porque… o pessoal das estatísticas me contou sobre esses números”, disse Hill. “Então eu ouvi falar dele. Sim, claro.”

Contra os Bears, Hill teve 11 corridas para 52 jardas, pegou quatro passes para 13 jardas e um touchdown e também teve um passe para TD de 3 jardas para o tight end Juwan Johnson.

Hill, com seus primeiros touchdowns de recepção e de passe na temporada, tornou-se o terceiro jogador do Saints a ter os dois tipos de TDs no mesmo jogo, juntando-se a Dalton Hilliard (1987) e Lamar Smith (1998).

Taysom Hill tem brilhado ultimamente, contabilizando cinco touchdowns nas últimas três semanas, depois de não marcar nas primeiras seis.

“É inacreditável”, disse o quarterback titular Derek Carr. “Hoje ele teve muita cobertura homem a homem. Normalmente, quando estamos lançando a bola, não vemos muito essa cobertura, mas quando acontece, geralmente é uma boa jogada para nós. […] Eles estavam fazendo alguns homem contra homem, e é por isso que aquele touchdown estava totalmente aberto. O [tight end] Juwan [Johnson] volta, e bum, temos uma grande jogada. E você vê a habilidade dele [Hill] em correr com a bola. Eles precisam carregar o box. Se não fizerem isso, ele pode lançar também.”

Taysom Hill tem 26 touchdowns corridos na carreira, 10 touchdowns recebidos e 11 touchdowns lançados. Ele disse que tem pensamentos confusos sobre o que essa marca significa para ele, já que não é assim que imaginava que sua carreira seria.

“Não sei. Quero dizer, olho para trás, para minha carreira, e certamente não pensei que teria sido da maneira que foi”, disse Hill. “Mas quando ouço e penso em coisas assim, é impressionante. Sinto muita gratidão por poder fazer parte deste programa e jogar com treinadores que são criativos o suficiente para me dar oportunidades.”

Quando Hill entrou na liga como um novato não draftado em 2017, foi com a esperança de conseguir um emprego de quarterback titular. Então o Saints o colocou para jogar em diversas partes do campo em sua segunda temporada em 2018.

No entanto, ele ainda nutria esperança de jogar como quarterback em tempo integral por vários anos, perdendo a competição para Jameis Winston em 2021, e depois mudando oficialmente para a posição de tight end em 2022.

O Saints mudou sua designação de volta para quarterback nesta temporada, mas ele é essencialmente um QB apenas no nome, continuando a jogar em várias posições e no special teams.

Hill foi responsável por 11 touchdowns na temporada passada (sete corridos, dois lançados e dois recebidos) e lidera o time com três TDs terrestres neste ano.

Ele tem sido uma peça fundamental para o Saints na solução dos problemas na red zone nos últimos três jogos, conseguindo uma primeira descida ou pontuando na red zone nove vezes (em comparação com apenas duas primeiras descidas nas seis primeiras partidas).

O New Orleans Saints (5-4) está 2-1 nesses jogos e está no topo da NFC Sul depois do Atlanta Falcons (4-5), do Tampa Bay Buccaneers (3-5) e do Carolina Panthers (1-7) terem perdido no domingo.

Carr disse que antes de assinar com o Saints, ele costumava vê-los tirar o ex-quarterback Drew Brees de campo para colocar Taysom Hill e, não entendia exatamente por que eles estavam fazendo isso. Não demorou muito para ele ter a visão do porquê.

“De longe, eu pensava, ‘Cara, eles estão tirando Drew de campo?’”, disse Carr. “Aí você chega aqui e pensa: ‘Entendo o porquê. Esse cara é muito bom.’ Ele é ótimo no que faz por nós – um grande competidor, um grande amigo. Ele tem sido incrível comigo desde que cheguei aqui. Eu o celebro sempre que posso”.

“Isso simplesmente não acontece o tempo todo, um cara que pode passar de tight end a running back, a special teams, bloqueando um retorno de punt, para jogar de tight end, ir para quarterback, e para recebedor. Isso simplesmente não acontece o tempo todo”.

Imagem de capa: New Orleans Saints quarterback Taysom Hill (7) gets past Chicago Bears cornerback Tyrique Stevenson (29) for a two yard TD during the first half of the game at the Caesars Superdome in New Orleans, Sunday, Nov. 5, 2023. (Photo by David Grunfeld, The Times-Picayune | NOLA.com)

Traduzido de: ESPN.com

Please follow and like us:

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.