Mundo WhoDat

A casa do torcedor do New Orleans Saints no Brasil!
Tom Dempsey, Kicker lendário do Saints, falece aos 73 anos

Tom Dempsey, Kicker lendário do Saints, falece aos 73 anos

Ele nasceu sem dedos do pé direito, mas passou 11 temporadas na NFL e chutou 159 field goals. Ele morreu por complicações do coronavírus.

Tom Dempsey, que nasceu sem dedos no pé direito ou dedos na mão direita, mas jogou por 11 temporadas na NFL como  place-kicker e é lembrado por seu field goal de 63 jardas que deu a vitória ao New Orleans Saints em 8 de novembro de 1970, um recorde da liga na época, morreu no Sábado, 04 de Abril de 2020, em um centro de assistência médica em Nova Orleans. Ele tinha 73 anos.

https://youtu.be/8C74BiSrZic

Sua esposa, Carlene, disse que a causa foram complicações do coronavírus, que ele contraiu em 25 de março no centro Lambeth House, onde recebia tratamento por demência que foi diagnosticada em 2010.

Com 1.80m de altura e 115 quilos, Dempsey gostava de correr pelo campo para acertar os adversários após chutar os kickoffs e sofreu várias concussões ao longo de suas temporadas na NFL, disse sua família ao The New York Times em 2013.

O adversário do Saints no dia em que Dempsey estabeleceu o recorde, o Detroit Lions, estava rindo na sideline do Tulane Stadium com a absurda noção de que ele poderia acertar o chute enquanto se preparava para o que se tornou seu chute surpreendente. Segundos depois, o Lions foi derrotado, 19-17.

“Eu estava mais preocupado em chutar direto porque achava que podia aguentar a distância”, disse Dempsey ao The Times-Picayune de Nova Orleans depois do jogo. Ele disse que havia recebido um snap perfeito e “eu acertei.”

Mais tarde, outros três kickers conseguiram empatar as 63 jardas de Dempsey, mas seu recorde só foi ultrapassado quando Matt Prater, do Denver Broncos, chutou 64 jardas em 2013 no ar rarefeito das Montanhas Rochosas, estabelecendo uma marca que ainda permanece.

Dempsey em sua casa em Jefferson, La., Em 2010. À direita, está um dos sapatos especiais, com uma superfície plana e alargada, que ele usou como jogador. Crédito: Lee Celano para o The New York Times

Dempsey converteu 22 field goals em 41 tentativas como calouro em 1969, quando foi votado para o Pro Bowl, e converteu 18 de 34 tentativas em 1970. Mas foi cortado antes da temporada de 1971, depois de se sair mal em jogos de exibição.

Ele jogou no Eagles, no Los Angeles Rams, no Houston Oilers e no Buffalo Bills, embora nunca tenha recuperado a forma que exibia com o Saints. Aposentou-se após a temporada de 1979, com 159 field goals em 258 tentativas e 252 extra points em 282 tentativas.

Thomas John Dempsey nasceu em 12 de Janeiro de 1947, em Milwaukee e cresceu no sul da Califórnia. Seu pai, Huey, era mecânico de uma empresa de serviços públicos e se juntou à mãe, LaVerne (Sorce) Dempsey, na propriedade de uma joalheria em Encinitas.

Ele era defensive lineman e kicker no ensino médio, jogou brevemente no Palomar College, no Condado de San Diego, e foi contratado pelo Saints como undrafted player.

Depois de se aposentar do futebol, ele trabalhou como vendedor de campos de petróleo na Louisiana até o final dos anos 1980 e administrava uma concessionária de carros de propriedade do dono do Saints, Tom Benson.

Além de sua esposa, Dempsey deixa suas filhas Ashley Dempsey e Meghan Dempsey Crosby; seu filho, Toby; sua irmã Janice MacArthur e três netos.

Dempsey adorava a vida noturna de Nova Orleans.

Ele e Carlene estavam namorando na época do chute de 63 jardas. “Ele me paquerava principalmente na Old Absinthe House, na Bourbon Street”, disse ela ao The Times em 2013, lembrando que não teve notícias dele por dias após seu impressionante field goal.

“Era quinta-feira quando ele me ligou”, disse ela, acrescentando que Tom explicou que alguns policiais de Nova Orleans o haviam recompensado com algumas caixas de cerveja Dixie gelada no vestiário após o jogo, e se tornou uma longa noite de comemorações. Carlene se casou com ele dois meses depois.

Dempsey tinha um sapato personalizado que apresentava uma superfície achatada e aumentada. O sapato que ele usou em seu chute épico está guardado no Hall da Fama do Saints; outro de seus sapatos especiais está no Pro Football Hall of Fame, em Canton, Ohio.

O field goal  de 63 jardas de Dempsey aconteceu bem no momento em que chutes no estilo do outro futebol estavam chegando. Na época, Tex Schramm, então presidente e general manager do Dallas Cowboys, reclamou que o pé deformado de Dempsey com seu sapato especial lhe dava uma vantagem injusta ao fazer contato com a bola.

A NFL acrescentou uma regra em 1977, afirmando que “qualquer chuteira usada por um jogador com um membro artificial na perna de chute deve ter uma superfície de chute que seja compatível com a de uma chuteira normal”.

Em resposta, Dempsey, como citado no site do Saints, disse uma vez: “Injusto? Que tal tentar chutar um field goal de 63 jardas para vencer o jogo com dois segundos restantes no relógio e você está usando um sapato quadrado. Ah, sim, e sem dedos também.”

Traduzido de

Please follow and like us:

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.