Mundo WhoDat

A casa do torcedor do New Orleans Saints no Brasil!
Drew Brees e sua esposa Brittany mandam mensagem de esperança

Drew Brees e sua esposa Brittany mandam mensagem de esperança

O quarterback do New Orleans Saints, Drew Brees, nunca jogou para pequenas torcidas.

Ele foi da Westlake High School em Austin, Texas, para Purdue da Big Ten e acabou em New Orleans, onde todos os jogos dentro do Mercedes-Benz Superdome estão cheios de fãs.

Então, quando a NBA ponderou a ideia de jogar sem fãs por causa da pandemia do coronavírus, isso forçou Brees a pensar nessa possibilidade.

“Foi a primeira vez que pensei em jogar um jogo realmente significativo em uma situação em que você não tem torcedores”, disse Brees ao The Ellen Show na quarta-feira. “… seria realmente estranho. Espero que obviamente não precisemos disso e que possamos voltar ao nível de normalidade. Acho que o povo […] precisa de esportes agora.”

“Do futebol americano no ensino médio no Texas, passando pela faculdade na Big Ten, até os jogos agora no Superdome, você está acostumado a essas atmosferas onde a eletricidade é alta”, disse Brees. “Acho que seria realmente estranho. Talvez se torne um pouco automático e sem tanta emoção fazer as jogadas”.

Por enquanto, o mundo dos esportes depende de replays de jogos antigos – assim como a ESPN fez na segunda-feira com o jogo do “Rebirth” do Saints em 2006 contra o Atlanta Falcons, este foi o primeiro jogo em casa de Brees vestindo o uniforme do New Orleans.

“As pessoas foram capazes de se apoiar em suas equipes esportivas locais ou equipes nacionais para uni-las e desviar a mente dos desafios da vida cotidiana, e nem isso temos agora”, disse Brees. “Essa é outra razão pela qual isso é tão difícil. Obviamente, esperamos que o futebol americano possa voltar dentro da normalidade para que possamos jogar futebol americano com todos os elementos de verdade”.

“Os fãs realmente ajudam quando você é atingido e derrubado e você está se perguntando o que aconteceu. Basta ouvir o som dos torcedores e eles costumam dizer se o passe foi completo ou não. Isso é um grande benefício; obviamente, perderíamos isso. Mas seria muito estranho”.

Independente de quando voltar a temporada da NFL, os quarterbacks que lideram os outros times da NFC Sul são muito diferentes.

O ex-quarterback do Saints, Teddy Bridgewater, é agora um jogador do Carolina Panthers e o futuro Hall da Fama Tom Brady, agora é um jogador do Tampa Bay Buccaneers.

“A divisão ficou melhor, não foi?” Brees disse sobre Brady. “… Sempre foi uma divisão muito desafiadora e agora ficou mais competitiva.”

Esportes não são a única coisa em pausa. As escolas estão fechadas. As empresas que não são consideradas essenciais estão temporariamente fechadas por tempo indeterminado.

Por isso, Brees e sua esposa Brittany entraram em ação e doaram US$ 5 milhões para ajudar o estado da Louisiana durante a crise.

Drew e Brittany disseram ao “The Ellen Show” que passaram algum tempo avaliando onde a necessidade era mais alta, e Drew disse que contribuir com o Second Harvest Food Bank era uma de suas prioridades.

“Eles são responsáveis por todos os cinco bancos de alimentos em todo o estado da Louisiana”, disse Brees. “E a primeira coisa foi pensar: ‘Como podemos alimentar o maior número possível de pessoas e garantir que elas tenham algumas de suas necessidades mais básicas?’ A primeira coisa que você pensa é: ter um teto sobre sua cabeça e a capacidade de alimentar sua família .”

A Louisiana, como Drew observou, é um dos epicentros do surto do coronavírus. Na tarde de quarta-feira, 17.030 pessoas na Louisiana haviam contraído o COVID-19, incluindo o técnico do Saints, Sean Payton, e a lenda do time, Tom Dempsey. Payton, 56 anos, já se recuperou totalmente. Dempsey infelizmente faleceu na semana passada aos 73 anos.

Drew observou que o dinheiro que eles doaram não irá apenas para Nova Orleans, mas para cidades em toda a Louisiana, entretanto, existem alguns desafios logísticos com isso.

“É diferente do que apenas criar uma cozinha de distribuição onde todos possam aparecer e você pode alimentar milhares”, disse Brees. “Você precisa ter muito cuidado ao embalar individualmente todas as refeições, entregando-as de uma maneira muito segura e que assegurar-se de que todos estão tomando as medidas de proteção. Queremos garantir que possamos chegar a todos. O maior desafio agora é identificar essas pessoas e chegar até elas”.

Os “Breeses” conduziram sua entrevista com Ellen DeGeneres, nativa de New Orleans, enquanto estavam em sua casa em San Diego. DeGeneres fez o seu lado da entrevista fora do estúdio em uma de suas casas na Califórnia.

No meio da entrevista, DeGeneres pediu a Drew e Brittany suas mensagens para o mundo enquanto a pandemia do coronavírus continua.

E os dois compartilharam sua mensagem de esperança.

“Nós vamos superar isso, mas precisamos superar juntos,”, disse Drew. “Todos nós precisamos nos apoiar. É um pouco de, ame o seu próximo, cuide do seu vizinho, procure ajudar o próximo. Todo mundo tem uma participação nessa recuperação. A responsabilidade de fazer o certo à respeito de proteger sua família e mantê-los fora de perigo e, ao mesmo tempo, manter os outros fora de perigo”.

“…Nada disso é normal para ninguém, mas tem que se tornar o novo normal; e é a nova rotina por quanto tempo levar. Acho que quanto mais disciplinados e mais diligentes somos com isso agora, superaremos isto da melhor maneira. Mas não há dúvida de que nosso país, nossos cidadãos, nosso povo, somos muito resistentes. Temos muita determinação. Já passamos por tantas coisas. Ouça, acho que o melhor dos americanos será exibido assim que sairmos desse processo e continuarmos com a vida normal “.

Brittany continuou:

“Através da adversidade, você fica muito mais forte”, disse ela. “Isso o desafia de certa forma. Isso o força de certa maneira e mostra as coisas que você já dava como garantidas antes e as que você melhorou, para realmente observar os aspectos positivos dessa situação. Se você olhar em volta, muitas pessoas estão fazendo coisas incríveis”.

“Os profissionais de saúde. Os médicos. As enfermeiras, todas essas pessoas estão assumindo a responsabilidade e tentando dar o melhor de si. Ver o melhor nas pessoas e é isso que continuamos a fazer. Espero que outras pessoas liderem pelo exemplo e isso influencie mais pessoas, uma coisa leva a outra. Vai ficar tudo bem. Se todos pudermos fazer isso juntos, tudo ficará bem.”

Traduzido de: nola.com e espn.com

Please follow and like us:

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.