Mundo WhoDat

A casa do torcedor do New Orleans Saints no Brasil!
Touchdown de Jamaal Williams foi decisão dos jogadores e Dennis Allen desaprova postura do time

Touchdown de Jamaal Williams foi decisão dos jogadores e Dennis Allen desaprova postura do time

Com a bola na linha de uma jarda no campo de ataque depois de uma interceptação de Tyrann Mathieu, precisando apenas queimar o relógio para selar a vitória por 41 a 17 diante do Atlanta Falcons, o ataque do New Orleans Saints assumiu a posição da vitória, mas Jameis Winston não ajoelhou em campo. Ao invés disso, ele entregou a bola para o running back Jamaal Williams anotar seu único touchdown da temporada.

Após o término da partida, o técnico de Atlanta, Arthur Smith, mostrou seu descontentamento com esta jogada ao gritar com Dennis Allen em campo. No entanto, o que Smith não sabia era que não foi o comandante de New Orleans quem chamou a corrida de Williams.

Em sua coletiva de imprensa depois do jogo, Allen começou se desculpando a Smith. Ele disse que os jogadores lhe perguntaram se poderiam correr com a bola para dar a chance de Williams conseguir seu TD, mas ele disse que não e que era para ajoelharem com a bola. Mesmo com a ordem do treinador, o ataque decidiu por conta própria tentar o touchdown. Diante deste cenário, Allen disse que o técnico do Falcons tinha razão em estar bravo.

“Colocamos a [formação] da vitória em campo, e os caras queriam fazer um touchdown para [Williams]. Eles fizeram isso por conta própria e isso é inaceitável”, disse Dennis Allen. “Não somos assim, não é assim que operamos. Devíamos ter ajoelhado”.

Jameis Winston, que foi o quarterback durante a jogada, se desculpou com Allen e falou que esta foi uma decisão do time durante o huddle. “É o seguinte: trata-se da equipe. Não se trata de arrependimentos. Não se trata de mais nada. É sobre nós, como equipe, tomarmos uma decisão coletiva. Mas peço desculpas a Dennis… Essa não foi uma decisão dele”.

Ao ser questionado se achava que o touchdown era um desrespeito com o outro time, Winston disse que não. “Retornamos a interceptação até a linha de uma jarda. Se tivéssemos marcado, ainda assim seria desrespeitoso? […] Tivemos a oportunidade e simplesmente decidimos [anotar o TD]”.

O center Erik McCoy também disse que a intenção de fazer esta jogada nunca foi desrespeitar ninguém. “Para nós, era sobre conseguir para um dos caras mais altruístas do nosso vestiário, que basicamente foi para a posição de fullback quando Adam Prentice se machucou e estava bloqueando linebackers, dando tudo de si por este time desde o dia em que chegou aqui com uma atitude positiva – um dos caras mais generosos da equipe – um touchdown. Ele liderou a NFL em touchdowns terrestres no ano passado. Ele é um cara que merece. Não era sobre eles [Falcons], não era sobre ser desrespeitoso, era sobre nosso companheiro. E foi [uma decisão] coletiva, todos os 11 [falaram] ‘esse cara merece’. E se não fosse [uma decisão] coletiva, nós não teríamos feito”.

Cesar Ruiz dividiu os mesmos sentimentos do seu companheiro de linha ofensiva. “Quando você tem um cara como esse, que vem e trabalha duro todos os dias, e foi o líder em touchdowns no ano anterior, mas ele não tem um [este ano]… Eu não conseguiria dormir à noite sabendo que ele não conseguiu um [TD]”.

Crédito da foto: Stephen Lew/USA TODAY Sports

Já Derek Carr, que estava no banco no momento da jogada, disse que não sabia o que estava acontecendo, mas entendia os dois lados da discussão. “Eu sei que eles chamaram [a formação da] vitória… E o que quer que tenha acontecido depois disso, não tenho ideia. Posso entender a frustração de alguém, mas sei que não foi a chamada de Pete [Carmichael] ou o que Dennis queria. Mas eles vão se entender. Jamaal liderou o [Detroit Lions] em touchdowns no ano passado e não teve nenhum este ano… Como jogadores, você adora tanto seu companheiro… Às vezes, nesta liga, não há nada que um treinador possa fazer, não importa quem seja. Os jogadores às vezes querem cuidar de seus companheiros, e os treinadores acabam tendo que lidar com essa vontade”.

Jamaal Williams disse que os jogadores do Falcons perguntaram se eles iriam ajoelhar com a bola no final do jogo, mas ninguém da equipe lhes respondeu. O running back também falou sobre o que a decisão de seus companheiros e este touchdown significaram para ele.

“Eles só queriam me dar um touchdown, só isso. Eles são ótimas pessoas. Agradeço-lhes por compreenderem, terem consciência e perspectiva do que estava acontecendo no jogo e assumirem as consequências do que aconteceria depois. Agradeço aos meus companheiros de equipe por me apoiarem e quererem me dar um touchdown para mostrar seu amor por mim. A razão pela qual isso significa tanto para mim não é porque eu marquei um touchdown, mas porque meus companheiros queriam me dar um touchdown na última jogada do que poderia ser nosso último jogo. Isso me mostrou muito sobre o caráter dos meus companheiros”.

Nas redes sociais, os torcedores do New Orleans Saints adoraram o touchdown no minuto final da partida. Ao mesmo tempo, não gostaram nada das desculpas de Allen para Smith. 

Enquanto isso, outros jogadores da equipe, como Alvin Kamara e Cam Jordan, apoiaram as palavras de Winston em seus perfis.

Para Benjamin Watson, ex-jogador de New Orleans, toda esta situação significa que Dennis Allen perdeu o comando do vestiário. “Se seus jogadores ou assistentes não fazem a jogada que você chama, você perdeu o seu time. [E] se você está confortável o suficiente para dizer ao mundo que isso aconteceu, não há mais volta”.

Por Thais May Carvalho | 08 de Janeiro de 2024

Please follow and like us:

2 thoughts on “Touchdown de Jamaal Williams foi decisão dos jogadores e Dennis Allen desaprova postura do time

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.