Mundo WhoDat

A casa do torcedor do New Orleans Saints no Brasil!

Conhecendo nosso adversário: San Francisco 49ers

Sempre inicio o texto fazendo um gancho da partida passada, mas dessa vez não tenho palavras para descrever o que aconteceu no último domingo. A questão é, com uma moral elevadíssima, o Saints com cinco vitórias seguidas volta para New Orleans e, com público no Superdome, enfrentará uma equipe cheia de problemas.

O adversário da vez é o San Francisco 49ers, time que botaria medo a muitos torcedores ao verem a tabela de jogo no início da temporada. Porém, chegando na semana 10, a situação do atual campeão da NFC é bem diferente da esperada.

A equipe californiana possui um recorde de quatro vitórias e cinco derrotas, ocupando a lanterna da disputada NFC Oeste. Na semana 1, a equipe deu um flash de que essa temporada poderia não ser tão boa, perdendo em casa para o Arizona Cardinals por 24 a 20. Depois desse jogo, arrancou duas vitórias contra os fracos times de NY: 31 a 13 contra o Jets e 36 a 9 contra o Giants. Porém, quando achavam que a equipe iria arrancar, veio a derrota em casa para o Eagles por 25 a 20, e, logo após, um atropelo sofrido pelo Miami Dolphins por 43 a 17. Comprovando a inconsistência, a equipe conseguiu vencer o bom LA Rams por 24 a 16, emendou duas vitórias seguidas fazendo 33 a 6 no Panthers, até que perdeu feio nas duas últimas semanas: 37 a 27 para o Seahawks e 34 a 17 para o Packers no último SNF.

É bom deixar claro que, muito provavelmente, a equipe do 49ers tem uma campanha tão irregular devido aos inúmeros jogadores lesionados, são muitos mesmo, o que complica a situação da equipe em vencer jogos. Porém, é sempre bom tomar cuidado com uma equipe comandada pelo Kyle Shanahan, e que, com poucos buracos no elenco, vai tentar um all-in nesse jogo contra o Saints para se manter com chances de playoffs na temporada.

ATAQUE
Nick Mullens. Foto de:  Elsa/Getty Images.

O ataque de San Francisco, que fez 48 pontos no Saints ano passado, não está mais tão letal. A equipe é apenas a 18ª da liga em pontos por jogo com uma média de 25 pontos, além de ser a 13ª em jardas totais com uma média de 374 por partida.

Muito desse declínio se deve as lesões. O líder desse ataque agora é outro. Jimmy Garoppolo sofreu uma lesão e quem toma às rédeas desse ataque é o reserva Nick Mullens, que mesmo com talento, não tem a experiência de seu antecessor. Mesmo assim, Mullens ainda faz um trabalho decente em questões estatísticas, são 5 touchdowns e 4 interceptações, além de um aceitável rating de 94.9.

Os problemas continuam quando se chega nos corredores. O principal RB, ponto chave da ótima campanha temporada passada, Raheem Mostert, também está no Injury Reserve, seu substituto, Tevin Coleman, perdeu muitos jogos por lesão e não deve jogar mais essa partida após não treinar na semana devido à uma lesão no joelho. O 3º RB? Jeff Wilson Jr, também fora por lesão. Quem carregará o piano pelo chão novamente deve ser o ainda sim decente RB Jerick McKinnon, que já tem 261 jardas 5 TDs, e o novato não draftado Jamychal Hasty, que também vêm correndo decentemente. A tendência é que o Saints não sofra muito com os RBs.

Chegando aos recebedores, mais lesões. Deebo Samuel, principal WR do time, perdeu alguns jogos na temporada lesionado, e deve perder mais este com uma lesão na posterior da coxa. A posição de WR1 vai pro novato Brandon Aiyuk, que vêm em boa temporada com 371 jardas e 2 touchdowns. Além dele, Richie James e Trent Taylor devem ser os recebedores mais acionados, visto que o WR Kendrick Bourne que frequenta a posição de titular também está fora pois está com COVID-19. Chegando nos tight ends, adivinhem? George Kittle, para muitos o melhor TE da liga, também está lesionado e não joga, deixando o experiente Jordan Reed como titular na posição, além de Ross Dwelley que aparece quando o próprio Reed também está fora por lesão.

Fechando esse ataque, temos a linha ofensiva que não vêm num bom ano. Sofre muito para abrir espaços para corrida, é apenas a 19ª permitindo sacks no QB com média de 2.6 sacks cedidos por jogo. Achou que não teria lesões na OL? Achou errado. Segundo nosso convidado do We Dat Podcast, o 49ers está usando o 5º center na temporada, isso mesmo, o QUINTO, não se deve esperar uma boa atuação do reserva do reserva […] do reserva da equipe.

DEFESA

Fred Warner desviando passe. Foto de:  Julio Cortez, AP.

A defesa do 49ers sofre demais com lesões, pra variar. Isso fez a equipe piorar nos seus números também, mas ainda sim tem números de top 10 da liga. Em pontos sofridos, a equipe é a 10ª cedendo uma média de 23 pontos por jogo. Já em jardas, ocupam a 7ª posição com média de 324,7 jardas totais cedidas por jogo.

A DL é a mais atingida da defesa quanto à lesões, principalmente os defensive ends (edges). Logo no início da temporada perderam o incrível Nick Bosa, além do seu companheiro Dee Ford e o talentoso Solomon Thomas. Para suprir a ausência contrataram o experiente DE Zeke Ansah que, pasmem, foi para o injury reserve lesionado também. A linha atualmente conta com Arik Armstead e Kerry Hyder como DEs titulares. Hyder vêm surpreendendo e é o líder em sacks do time com 4,5, Armstead tem 1,5. Já entre os DTs, temos o novato Javon Kinlaw e D.J. Jones, sendo este último dono de 2 sacks na temporada.

Completando o front seven, temos o grupo de linebackers, e nele a estrela dessa defesa. Vamos pontuar que Azeez Al-Shaair, 1 interceptação, e Dre Grenlaw, 42 tackles, fazem um bom trabalho, mas os holofotes vão para Fred Warner. Para muitos, esse jogador é o melhor LB da temporada. Elogiado por Aaron Rodgers após a última partida, que disse que Warner é o melhor LB da liga atualmente, o jogador possui incríveis 74 tackles e duas interceptações, será interessante ver como o Saints despistará esse jogador que aparenta estar em todos os lados do campo. Esse front seven é o 7º contra a corrida cedendo média de 106,2 jardas por jogo e apenas o 23º sackando o QB, algo que o Saints pode se aproveitar.

Chegando na secundária, temos mais uma posição que sofre com lesões. A equipe não contará com os CBs Richard Sherman, Akhello Whiterspoon e K’waun Williams. Cabe a Jason Verrett (1 INT), Emmanuel Moseley (1 INT) e Jamar Taylor (2 INT) marcarem os ótimos WRs do Saints. Dentre os safeties, perderemos a chance de ver uma particularidade. A dupla titular, Jimmie Ward (42 tackles) e Jaquiski Tartt (1 INT) são dupla desde o ensino médio, sim, entrosamento é o que não falta. Porém, Tartt foi para o IR essa semana e Marcell Harris jogará em seu lugar. Apesar das lesões, essa secundária ainda é a 8ª da liga em jardas aéreas cedidas, com média de apenas 218,4 jardas por partida.

TIME DE ESPECIALISTAS

Robbie Gould. Foto de: Tony Avelar, AP.

Fechando a análise, temos os especialista de San Francisco. Começando pelos mais velhos, temos o veterano de 37 anos Robbie Gould, que acertou 11 dos 12 chutes que tentou. O punter é o já experiente Mitch Wishnowsky e os retornos ficam na teoria por conta do WR Richie James, mas Trent Taylor e McKinnon participam retornando às vezes.

Depois de alguns jogos com expectativas de muitas emoções, essa partida coloca o Saints como franco favoritos. Porém, como disse o Xará, a partida do último domingo foi um ponto fora da curva. Apesar dos desfalques, como dito acima, não se pode subestimar o time de de Kyle Shanahan. Então, por mais que o Saints tenha amplo favoritismo no jogo que ocorrerá às 18h25, horário de Brasília, do domingo no Superdome, não se surpreenda se a partida for mais equilibrada que o esperado.

Imagem destacada: AP Photo/Marcio Jose Sanchez.

Please follow and like us:

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.