Mundo WhoDat

A casa do torcedor do New Orleans Saints no Brasil!
Khai Harley, o responsável por fazer o Saints manter a sua flexibilidade nos contratos

Khai Harley, o responsável por fazer o Saints manter a sua flexibilidade nos contratos

‘Você deve ser capaz de fazer o que seu clube deseja, respeitando as regras’

Quaisquer que sejam as teorias, filosofias, possibilidades e curiosidades que passam pela cabeça de Khai Harley (New Orleans Saints VP of Football Administration) – uma reserva de informações e projeções que possivelmente é mais volumosa do que precisa ser – o resultado final é simples.

“Eu diria que, em geral, a filosofia básica é tentar manter o máximo de flexibilidade para dar a Mickey Loomis e aos treinadores os recursos que eles precisam”, aponta. “Não quero estar em posição de dizer que nós não podemos fazer algo por conta do salary cap. Obviamente, isso afeta a nossa operação no que podemos ou não fazer, mas você quer manter o máximo de flexibilidade possível.”

“No fim das contas tudo que você quer é ser capaz de dar o espaço que o clube deseja e respeitar as regras. Vai seguir a linha, mas não vai cruzá-la. Isso requer alguma discussão com a liga em termos de novas coisas, para não passar dos limites.”

Harley, que é o vice-presidente de administração de futebol do New Orleans Saints, geralmente opera como se ele mesmo tivesse traçado a linha, e com bons motivos. Antes de ingressar no Saints em 2008, ele trabalhou por cinco anos como gerente de relações trabalhistas no Conselho de Administração da NFL.

Mickey Loomis e Khai Harley (Foto: Michael C. Herbert)

Portanto, quando teve a oportunidade de compartilhar informações no Ozzie Newsome GM Fórum – o objetivo é ajudar a adiantar a contratação de minorias nos escritórios da NFL – Harley apresentou uma perspectiva única de sua própria riqueza de conhecimento.

“Já estive aqui em outros anos; esse é o primeiro ano em que eles o chamaram de Ozzie Newsome GM Forum”, disse. “Eles trazem uma variedade de pessoas para apresentar aos aspirantes a GMs e a treinadores na liga.”

No ano passado eu falei mais sobre a natureza do cargo e a relação que o cargo tem, a sua importância. E então este foi basicamente sobre o salary cap em geral. Apenas tentando dar aos executivos promissores um ponto de vista de todas as coisas com as quais eles terão que lidar em suas carreiras à medida que avançam, sejam por questões relacionadas ao personnel, treinamentos, salary cap e assim por diante. Então, tentei ser apenas mais uma voz para educá-los e buscar uns aos outros para trocar ideias e fazer contatos.”

Khai apresentou uma ótima palestra sobre o teto salarial.

Com o salary cap caindo 8% de 2020 para 2021 por conta de perdas de receitas devido a pandemia da Covid-19 e a previsão do Saints tendo que apertar os cintos para não extrapolar os gastos, Harley disse que não houve pânico internamente.

“Essas coisas meio que ocorrem organicamente”, conta. “Há uma certa quantidade de, se ‘A’ acontece, então ‘B’ e ‘C’ acontece, se ‘A’ não acontece, então ‘B’ e ‘C’ não acontecem. Você está sempre pronto para uma mudança repentina, E é aí que eu digo que a flexibilidade deve estar envolvida.”

“Você entende que chegará a free agency e haverá um número certo de jogadores que quer manter. OK, em que pé estão as negociações? A medida que um cara entra em cena, a imagem fica mais clara e agora você pode virar o foco e dizer, ‘Agora que temos algo concreto em uma área, chegou a hora de olhar essas outras áreas’. Não é nada muito diferente do que você faz em um quebra-cabeça.

“Não sou muito de fazer quebra-cabeças, mas minha esposa gosta bastante. Eles fazem o esboço primeiro. Então tentam fazer os cantos. Depois começam a parte interna. É mais ou menos semelhante – quando uma peça do quebra-cabeça entra, você meio que descobre onde ela se encaixa e isso permite que você olhe para outras coisas.”

“Eu acredito que o clima sempre foi ótimo internamente. No olhar de quem está de fora, todo mundo diz que o céu está caindo sobre nossas cabeças. Nós temos ideia de quais são os nossos planos e sabemos quais passos precisam ser feitos. Algumas vezes encontramos decisões difíceis, mas que precisam ser tomadas.”

“Mas no geral assim que olhamos o processo, haverá momentos em que surgirá uma oportunidade na qual talvez você não estivesse pensando com antecedência, ou sobre a qual não sabia antes, e isso muda toda a trajetória do que você quer fazer. Houve uma ou duas coisas que aconteceram este ano que não necessariamente prevíamos e então foi tipo, essa oportunidade se apresentou. Bem, nós queríamos ter aproveitado. O que mais precisamos fazer para conseguir isso? É uma avaliação constante desse quebra-cabeça geral.”

Em alguns casos, a construção do quebra-cabeça do Saints foi rotulado como “empurrando com a barriga”. Harley diz que este é um rótulo incorreto.

“Existe muitos termos que são jogados por aí quando se trata de contratos, teto salarial e montagem de elenco que quando você olha por dentro a essas coisas, você pensa, ‘Isso está errado’ ou ‘Não é assim que olhamos para isso'”, disse. “Mas não é da conta de ninguém para fazer essa afirmação e dizer, “Ei, isso está errado.'”

“O termo geralmente é usado como se não houvesse nenhum processo de pensamento nele, tipo, ‘Ei, estamos empurrando com a barriga e não estamos pensando nas consequências no futuro’. Certamente quando se tem um salary cap em crescimento é algo que consideramos. Mas também é importante saber qual é a composição do seu time e onde você está no ciclo de vida dele. Acho que todos os clubes tem uma visão, a equipe técnica tem essa visão de quais são os pontos fortes do seu elenco e é assim que mantemos esses caras conosco, e como competimos e levamos isso ao alto nível.”

“Nos últimos quatro ou cinco anos tivemos uma equipe muito boa que achamos que estava no limite, então vamos fazer as coisas para nos dar a melhor oportunidade de vencer e de ganhar o maior números de jogos que a gente puder. Estamos em uma posição invejável de ter um elenco talentoso, e quando você tem esse tipo de jogador no time, você tem que pagar esses caras.”

“Isso meio que vem com o trabalho, mas às vezes equivale a algumas decisões difíceis de ter jogadores talentosos que você não pode manter porque tem que distribuir a riqueza”, completa.

Traduzido de: neworleanssaints.com

Please follow and like us:

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.