Mundo WhoDat

A casa do torcedor do New Orleans Saints no Brasil!

Miami Dolphins é punido por aliciar Tom Brady e Sean Payton

Por Marcel Louis-Jacques – ESPN | Traduzido por Sérgio Assumpção

A NFL notificou o Miami Dolphins, na terça-feira, que o time perderia uma escolha na primeira rodada do draft de 2023, além de outras medidas disciplinares, por violação de regras da liga relacionadas à integridade do jogo.

Após seis meses de investigação, a liga descobriu que os Dolphins – a princípio o proprietário do time Stephen Ross e o vice/sócio minoritário Bruce Beal – violaram a política anti-aliciamento em três ocasiões de 2019 a 2022, em conversas com o quarterback Tom Brady e com o agente do então head coach de New Orleans, Sean Payton.

No entanto, a liga não encontrou evidências de que o time perdeu intencionalmente seus jogos durante a temporada de 2019. Em fevereiro, o ex head coach dos Dolphins, Brain Flores, alegou em seu processo legal contra práticas racistas de contratação da NFL, que Ross tentou incentivá-lo a tankar, ou perder jogos de propósito, logo após sua contratação em 2019, com Ross alegadamente oferecendo US$100.000,00 para cada jogo perdido na temporada. Flores alegou que, com o time vencendo jogos no final da temporada, o general manager da equipe, Chris Grier, disse que Ross estava revoltado que o sucesso do time dentro de campo estaria comprometendo a posição da equipe no próximo draft.

Soma-se a essa escolha de primeira rodada perdida pelo time, uma escolha de terceira rodada do draft de 2024.   

Ross foi multado em US$1,5 milhão e suspenso até 17 de outubro, e não poderá estar nas dependências do time nem representar a equipe em nenhum evento. Ele também não poderá frequentar reuniões da liga até a reunião anual de 2023.

Beal foi multado em US$500.000,00 e não poderá frequentar nenhuma reunião da liga até o final de 2022.

Tom Brady não receberá nenhuma punição pelo aliciamento sofrido, disse o porta-voz da NFL Brian McCarthy à jornalista Jenna Laine da ESPN.

Beal encabeçou contato proibido com Tom Brady, então ainda quarterback de New England, enquanto estava sob contrato; Ross e outros executivos do Dolphins foram comunicados sobre essas conversas.

Tanto Ross como Beal aliciaram Brady novamente na temporada de 2021, enquanto este estava sob contrato com Tampa Bay Buccaneers. Dessa vez, no entanto, a conversa se limitou a Brady se juntar à equipe como um sócio minoritário ou executivo de futebol – porém a possibilidade de se tornar jogador do time foi discutida, de acordo com as investigações da liga.

Em janeiro de 2022, a NFL descobriu que Miami Dolphins realizou outro contato proibido com o agente Don Yee – que representa Tom Brady e Sean Payton – sobre Payton se tornar o próximo head coach do time. A liga encontrou evidências que o time da Flórida não “pediu permissão” para New Orleans Saints para iniciar esse contato com o treinador e que essas conversas ocorreram antes dele anunciar sua aposentadoria.

O comissário da NFL, Roger Goodell, chamou essas descobertas das liga de “inéditas”.

“Os investigadores descobriram violações de magnitude e severidade sem precedentes,” Goodell disse. “Eu não sei de nenhum time violando as proibições de aliciamento tanto com head coach quanto com a estrela de um outro time, com potencial de prejudicar vários outros times, num período de muitos anos. Da mesma forma que não sei de nenhum outro proprietário envolvido tão diretamente nessas violações.”

Flores deu um depoimento dizendo que estava decepcionado que Ross “não vai sofrer nenhuma consequência significativa” com a pena aplicada na terça-feira.

“Estou grato que as investigações da NFL concluíram que minhas alegações contra Stephen Ross eram verdadeiras. Mas ao mesmo tempo, estou desapontado em saber que os investigadores minimizaram as ofertas de Ross e as pressões que sofri para perder partidas de propósito, especialmente quando escrevi para os executivos dos Dolphins sobre minhas sérias preocupações sobre o assunto, e os investigadores tiveram acesso à essa carta,” ele completa. “E mesmo a investigação concluindo que as atitudes de Ross foram de ‘severidade sem precedente’, ele não vai sofrer nenhuma consequência séria. Não há nada mais importante, quando se trata do jogo de futebol, quanto a integridade do jogo. Quando a integridade é questionada, os fãs sofrem e o esporte sofre.  

Mesmo não encontrando nenhuma evidência que o time tentou tankar na temporada de 2019, as investigações concluíram que Ross mencionou com o presidente e CEO da equipe Tom Garfinkel, Flores e outros executivos que a posição do time no draft era prioridade sobre vencer jogos. E quando Flores mencionou suas preocupações em sua carta, ele foi informado que todos queriam que ele construísse uma “cultura vencedora em Miami”, e Ross não voltou a repetir esses comentários na presença de Flores.

“As investigações independentes limparam nossa organização de qualquer um desses problemas relacionados à perder jogos de propósito e outras alegações de Flores. Como eu disse desde o princípio, essas alegações eram falsas, maliciosas e difamatórias, e esse problema agora acabou,” disse Ross. “Em relação aos aliciamentos, eu discordo fortemente das conclusões e das multas. Porém, vou aceitar o que a liga estipulou, porque o mais importante agora é não haver distrações para nossa equipe no começo de uma excitante e vencedora temporada. Não permitirei que nada nos atrapalhe.”

Os investigadores também descobriram que as ofertas de US$100.000,00 de Ross por cada derrota “diferiram em relação às palavras utilizadas, o timing e o contexto… não eram pra ser levadas à sério, nem houve insistência da parte de Ross e de ninguém mais dentro do clube.”

“É esperado de todas as equipes de fazer o melhor para vencer cada jogo,” Goodell disse em depoimento. “A integridade do esporte e a confiança do público no profissionalismo do futebol exige nada menos do que isso. Um proprietário ou executivo de um time deve entender o peso que suas palavras carregam, e o risco de que seus comentários e ações serão levados a sério, mesmo que ele não tenha intenção. Mesmo que tenham sido feitos em tom de piada, comentários sugerindo que a posição no draft é mais importante que a vitória podem ser interpretados de maneira errada e carregar um risco em potencial para a integridade do jogo. Os comentários feitos pelo senhor Ross não afetaram o compromisso que o treinador Flores teve com a vitória e o time de Miami foi competitivo em cada partida. O treinador Flores deve ser elogiado por não permitir que nenhum desses comentários tivesse influência sobre seu comprometimento durante a temporada.”

Os Dolphins foram um dos cinco times que tinham múltiplas escolhas de primeira rodada no draft de 2023 antes da multa aplicada nesta terça. Miami adquiriu uma escolha adicional com a troca que havia feito, que permitiu San Francisco subir no draft e pegar Trey Lance como terceiro geral no ano passado.  

Traduzido de: www.espn.com

Please follow and like us:

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.