Mundo WhoDat

A casa do torcedor do New Orleans Saints no Brasil!
O problema de 100 milhões de dólares: o que os Saints fizeram para ficar dentro do salary cap?

O problema de 100 milhões de dólares: o que os Saints fizeram para ficar dentro do salary cap?

Nos últimos meses, falas como essas eram recorrentes na comunidade da NFL:

Os Saints estão em um salary cap hell.”

Eles estão mais de 100 milhões de dólares acima do cap.”

Como Mickey Loomis e Khai Harley vão sair dessa situação?”

De fato, os Saints estavam quase $100 milhões acima do valor que acabaria sendo estipulado como o teto salarial de 2021. Existem duas razões para isso: o time já estava projetado para ficar acima do cap para 2021, e ainda por cima a pandemia do coronavírus afetou a liga de forma tão grave que causou um notável declínio no valor do salary cap.

O salary cap do ano passado era de $198.2 milhões, e era projetado que subisse por volta de $10 milhões para 2021 – como era de praxe antes do rombo causado pela COVID-19 nos cofres da liga.

Essa era a situação dos Saints quando a temporada 2020 se encerrou:

Contratos ativos: $284.1 milhões

Salary Cap: $185.5 million*

Montante acima do salary cap: $98,600,000

*Os Saints, assim como o resto da NFL, só conseguiram ter uma visão mais clara em relação ao cap em março. Em janeiro, o piso salarial foi estipulado em $175 milhões, e depois foi elevado a um piso de $180 milhões em fevereiro.

Aqui estão todas as movimentações, em ordem cronológica e acompanhadas dos valores, que os Saints fizeram para ficar abaixo do teto salarial até a data limite de quarta feira:

5 de Fevereiro: Reestruturação do contrato de Drew Brees

A primeira movimentação que os Saints fizeram para entrar no limite foi reestruturar o contrato de Brees. Brees, a esse ponto, estava a mais de um mês de anunciar sua aposentadoria, mas isso já era mais do que esperado. O cap hit de Drew seria de $36.15 milhões esse ano. Brees aceitou uma redução no seu salário base, diminuindo-o até o valor mínimo de veteranos, $1.075 milhão. Esse movimento diminuiu o cap number de Brees para $12.225 milhões, economizando $23.925 milhões.

Restante a ser liberado: $74.675 milhões

12 de Fevereiro: Corte de Nick Easton

O segundo movimento feito pelos Saints, e a primeira mexida de fato no elenco, foi o corte do veterano Guard Nick Easton. Easton esteve com os Saints nas últimas 2 temporadas e foi uma peça chave para a equipe, especialmente quando companheiros batalhavam com lesões. Entretanto, assim que os Saints draftaram o Guard Cesar Ruiz na primeira rodada do Draft de 2020, eles passaram a ter opções de linha ofensiva mais baratas no elenco.

Quando o corte foi feito, salvou $5.875 milhões em relação ao salary cap da equipe para 2021. Antes de ser cortado, o ex-aluno de Harvard ainda tinha mais 2 anos em seu contrato.

Restante a ser liberado: $68.8 milhões

3 de Março: Reestruturação do contrato de David Onyemata

Os Saints não fizeram nada por algumas semanas, e a partir de 3 de Março, eles se movimentaram abruptamente.

Um desses movimentos foi a reestruturação do contrato do recém-renovado Defensive Tackle David Onyemata, que iria contar $10 milhões contra o salary cap em 2021. Depois de acertar uma simples reestruturação, New Orleans liberou $4.34 milhões no teto salarial.

Restante a ser liberado: $64.46 milhões

3 de Março: Corte de Josh Hill

Também em 3 de Março, os Saints cortaram um dos seus Tight Ends veteranos, Josh Hill, que estava com o time desde 2013. Ele estava sob contrato para a temporada 2021.

Entretanto, com os Saints draftando o Tight End Adam Trautman ano passado, combinado com o fato do time possuir outros jogadores mais jovens na posição, o corte faz sentido. A movimentação economizou $2.452.5 milhões para 2021.

Restante a ser liberado: $61.917.500 milhões

4 de Março: Reestruturação do contrato de Wil Lutz

Os Saints fizeram uma série de movimentações no dia seguinte, começando com a reestruturação do contrato do kicker Wil Lutz. Essa simples reestruturação diminuiu o cap number de Lutz de $4.7 milhões para $2.96 milhões, economizando $1.74 milhões para 2021.

Restante a ser liberado: $60.177.500 milhões

4 de Março: Corte de Thomas Morstead

Em um dos cortes mais inesperados da offseason dos Saints, New Orleans dispensou o Punter Thomas Morstead, depois de ele passar as últimas 12 temporadas com a equipe. Morstead disse que não se aposentará após a temporada de 2020.

Os Saints contrataram um Punter calouro na temporada passada, o produto de Penn State Blake Gillikin, e confiam nele para o futuro.

Morstead, o Punter mais bem pago da liga, teria um cap hit de $2.5 milhões para 2021. O contrato dele ia originalmente até 2022.

Restante a ser liberado: $57.677.500 milhões

6 de Março: Reestruturação do contrato de Demario Davis

O Linebacker All-Pro Demario Davis, que havia renovado seu contrato recentemente, teve seu novo acordo reestruturado para diminuir seu cap hit. Ele contaria $10.8 milhões no salary cap de 2021. O contrato reestruturado abaixou esse número para $6.9 milhões, assim economizando $3.9 milhões.

Restante a ser liberado: $53.777.500 milhões

6 de Março: Reestruturação do contrato de Cameron Jordan

Também em 6 de Março, os Saints reestruturaram o contrato do Defensive End Cameron Jordan. Ele iria contar $18.9 milhões contra o cap em 2021, mas após o novo acordo, esse número diminuiu mais pela metade, para $9.356.250 milhões para a próxima temporada.

Restante a ser liberado: $44.233.750 milhões

9 de Março: Usar a Franchise Tag em Marcus Williams

Mesmo com os Saints quase $45 milhões acima do cap até esse ponto, eles colocaram a Franchise Tag no Safety Marcus Williams, que estava prestes a ir para o mercado aberto da Free Agency.

A Franchise Tag para Safetys é projetada para o valor de $10.612 milhões por um ano, apesar que, na teoria, os Saints podem negociar um acordo a longo prazo que diminuiria o impacto esse ano, mas o valor considerado para o cálculo nesse momento é o da Tag.

Restante a ser liberado: $54.845.750 milhões

10 de Março: Reestruturação do contrato de Malcolm Jenkins

Um dia depois, o time reestruturou mais dois acordos, incluindo o do veterano Safety Malcolm Jenkins. Antes da reestruturação, Jenkins teria um cap hit de $8.45 milhões para 2021, porém agora, esse número caiu para $5.05 milhões. Economia de $3.4 milhões.

Restante a ser liberado: $51.445.750 milhões

10 de Março: Reestruturação do contrato de Andurs Peat

Somado ao acordo de Jenkins, os Saints também reestruturaram o contrato do Guard Andrus Peat. Antes do movimento, ele tinha um salário base de $9 milhões para 2021. Os Saints converteram a maior parte disso para um bônus de assinatura, e agora ele possui um cap hit de $5.592.500 milhões, o que os faz economizar $6 milhões.

Restante a ser liberado: $45.445.750 milhões

10 de Março: Corte de Emmanuel Sanders

Depois de apenas um ano em New Orleans, os Saints informaram o 2x pro-bowler Wide Receiver Emmanuel Sanders de sua dispensa. Os Saints oficializaram o movimento em 16 de Março.

Sanders possuía um cap hit de $10 milhões em sua segunda temporada com a equipe, e seu corte economiza $4 milhões para 2021. A razão pra isso é que o contrato de Sanders inclui um dead cap de $6 milhões.

Restante a ser liberado: $41.445.750 milhões

11 de Março: Corte de Janoris Jenkins

O Cornerback titular Janoris Jenkins passou um pouco mais de um ano em New Orleans antes de sua dispensa em 11 de Março. Jenkins teria um cap hit de $14 milhões essa temporada, e seu corte faz os Saints economizarem $6.8 milhões para 2021, já que ele possuía um dead cap de $7.2 milhões.

Restante a ser liberado: $34.645.750 milhões

11 de Março: Corte de Kwon Alexander

Em uma movimentação esperada, devido a lesões e limitações de cap, os Saints notificaram Kwon Alexander da sua dispensa em 11 de Março. Alexander, como Sanders, foi oficialmente cortado em 16 de Março.

Com a saída de Alexander, os Saints economizaram $13.212.500 milhões em 2021, que era um grande salto do seu cap hit de $1.079 milhão em 2020.

Restante a ser liberado: $21.433.250 milhões

12/16 de Março: Corte/Troca de Malcom Brown

Os Saints tentaram encontrar um parceiro para onde enviar o Defensive Tackle Malcom Brown, porém nada chegou a se materializar, então os Saints informara Brown que ele seria dispensado. Porém, os Saints continuaram aguardando, até que os Jaguars concordaram com a troca em 16 de Março, de acordo com reports.

Brown teria um cap hit de $6.443.750 milhões para 2021, com $1.5 milhão de dead cap – o que significa uma redução de $4.943.750 na folha salarial da equipe.

Os Saints possuem 4 Defensive Tackles mais jovens sob contrato em seu elenco: Shy Tuttle, Malcolm Roach, Ryan Glasgow, Jalen Dalton.

Restante a ser liberado: $16.489.500 milhões

12 de Março: Reestruturação do contrato de Michael Thomas

O Wide Receiver All- Pro Michael Thomas recebeu um acordo gigantesco durante o training camp dois anos atrás, mesmo não tendo jogado sob ele até 2020. Seu cap hit original era de $18.8 milhões, e agora é pouco menos de $10.1 milhões, de acordo com o Spotrac. Isso dá aos Saints um desconto de $8.707.500 milhões.

Restante a ser liberado: $7.782 milhões

14 de Março: Reestruturação do contrato de Taysom Hill

Não se atentem aos grandes números presentes nessa reestruturação, o que importa é que o novo acordo do canivete suíço Taysom Hill economiza $7.5 milhões para 2021. Seu cap number agora é de $8.410.200 milhões, valor significativamente mais baixo do que o original.

Restante a ser liberado: $2.82 milhões

16 de Marco: Reestruturação do contrato de Terron Armstead

Os termos da reestruturação de contrato do Left Tackle Pro Bowler Terron Armstead ainda não são finais, porém certamente deixará os Saints abaixo do salary cap.

Armstead está prestes a ter um salário base de $10.15 milhões em 2021 – até o momento, é o número mais alto de qualquer jogador da equipe. Atualmente, ele conta $16.225 milhões contra o salary cap. Reestruturar o seu acordo poderia tranquilamente abrir em torno de mais $6 milhões no salary cap para a diretoria trabalhar no futuro imediato.

Isso mostra que os Saints estão “no vermelho” agora?

A matemática acima apenas leva em consideração os cortes, reestruturações e a Franchise Tag. Os Saints também re-assinou com alguns jogadores nas últimas semanas, apesar da maioria dessas renovações serem acordos pelo valor mínimo de veteranos, ou ao menos próximo disso.

Uma rápida recapitulada dessas assinaturas:

  • Defensive End Noah Spence: 1 ano pelo mínimo de veteranos.
  • Safety J.T. Gray: 2 anos, $2 milhões garantidos.
  • Running Back Ty Montgomery: 1 ano pelo mínimo de veteranos.
  • Running Back Dwayne Washington: 1 ano pelo mínimo de veteranos.
  • Offensive Lineman James Hurst: 3 anos, $5 milhões garantidos.
  • Quarterback Jameis Winston: 1 ano, até $12 milhões (com incentivos).

Conforme os Saints cortam, reestruturam, e reassinam jogadores, sua situação em relação ao salary cap continua fluída. Também é importante relembrar que apenas os 51 salários mais altos contam em relação ao salary cap.

Até a tarde de quinta-feira, o 51º salário da equipe é de $780.000. Seis jogadores recebem essa quantia: o Linebacker Andrew Dowell, o Wide Receiver Juwan Johnson, o Running Back Tony Jones, o Offensive Lineman Derrick Kelly, o Wide Receiver Jake Lampman, e o Cornerback Keith Washington. Então, quando eventualmente os Saints assinarem com outro jogador, o salário desse novo jogador entrará na conta, e um desses salários de $780.000 será retirado da mesma.

Então onde isso coloca os Saints no momento?

Depois de todas as esperadas e inesperadas movimentações feitas pela equipe, os Saints devem ficar abaixo do cap, ou no mínimo a uma distância alcançável – mesmo considerando as renovações já mencionadas.

Algumas das movimentações projetadas ainda precisam de fato serem concretizadas, como a troca de Brown, e a reestruturação de Armstead. Então, a NFLPA ainda precisa processar algumas transações, como a reestruturação de Hill, os cortes de Sanders e Alexander, e as renovações de Hurst e Winston. Até 16 de Março, o último dia de transações processadas pela união havia sido 11 de Março.

Todas as movimentações para se chegar dentro do salary cap precisam ser oficializadas até quarta feira (24), 17h, horário de Brasília.

Traduzido de: nola.com

Please follow and like us:

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.