Mundo WhoDat

A casa do torcedor do New Orleans Saints no Brasil!

PRÉ-JOGO: NEW ORLEANS SAINTS VS MINNESOTA VIKINGS

A semana 4 da NFL coloca frente a frente duas equipes que possuem uma história recente no mínimo interessante. Confrontos em playoffs, jogos no Natal e agora, um confronto em Londres. É fácil de se afirmar que esta será a primeira partida da NFL em Londres sem a Rainha Elizabeth II como figura simbólica mais importante do Reino Unido, caso queiram colocar mais um elemento único neste duelo.

Na história geral do confronto, o Minnesota Vikings levou a melhor em 19 dos 31 jogos entre as equipes na temporada regular. Entretanto, o Saints tem melhorado seu recorde geral contra a equipe desde 2009, vencendo seis dos últimos nove jogos, incluindo a final da NFC em 2010 e o emblemático jogo de Natal em 2020, na qual a equipe de New Orleans atropelou o Vikings por 52 a 33, com direito a SEIS touchdowns terrestres de Alvin Kamara.

Alvin Kamara contra o Vikings. Foto de: Butch Dill/Associated Press.

Voltando para a realidade, a temporada de 2022 começou de maneira diferente para as franquias. Enquanto o Vikings venceu dois dos três primeiros jogos – vencendo dois rivais de divisão e perdendo para o único invicto restante na liga – o Saints perdeu dois dos três primeiros confrontos, sendo que todos os jogos foram contra seus rivais da NFC Sul.

O Minnesota Vikings está surpreendendo muitos analistas neste início de temporada, mas a realidade é que o elenco da equipe possui sim muito talento. No ataque, apesar do um tanto quanto inconstante e inimigo do prime time Kirk Cousins como QB titular (torcemos para que um jogo em Londres seja considerado prime time), a equipe conta com armas acima da média. Justin Jefferson é incontestavelmente um dos melhores recebedores da liga, e o mesmo pode ser dito para Dalvin Cook dentre os running backs. Além dessa dupla, Adam Thielen, Irv Smith Jr. e a quarta melhor OL da liga em sacks por jogo na temporada fazem com que a defesa do Saints tenha um grande desafio no Tottenham Hotspur Stadium.

A defesa do time, por sua vez, está no top 10 da liga em pontos cedidos por partida, e conta com jogadores muito experientes. A linha defensiva conta com Za’Darius Smith, Dalvin Tomlinson e Danielle Hunter, o corpo de linebackers com Erick Kendricks e Jordan Hicks, e a secundária com Patrick Peterson e Harrison Smith. Alguns destes jogadores não estão mais no auge de sua carreira, mas a mistura com a jovialidade de jogadores como o CB Cameron Dantzler e o DT Harrison Phillips equilibram o elenco e devem dificultar a vida de um ataque do Saints que já possui dificuldades pela própria natureza.

Falando na equipe de New Orleans, desde a semana 1 a equipe está enfrentando um adversário a parte: as lesões. E, como mostra o Injury Report abaixo, essa será mais uma semana conturbada. O ataque que já está demonstrando dificuldades não vai contar com Michael Thomas, Andrus Peat e provavelmente não contará com o QB titular Jameis Winston. Este último desfalque talvez seja necessário, Winston claramente estava jogando lesionado nas duas últimas semanas e isto prejudicou ainda mais o desempenho de um QB que já não é dos mais confiáveis da liga. Seu substituto, Andy Dalton, pode promover um ataque ao menos equilibrado e, apesar de suas limitações, durante muitos anos foi capaz de comandar de forma decente o Cincinnati Bengals. Entretanto, um problema que Dalton pode enfrentar, além da falta de ritmo de jogo, é a possível ausência de mais duas peças-chave do ataque, Alvin Kamara e Jarvis Landry, que estão questionáveis para o confronto.

Injury Report. Imagem de: @alec_lewis/Twitter.

O lado defensivo, em contrapartida, conta com um grupo mais confiável e que está sofrendo mais em decorrência da inefetividade do ataque que acaba por cansar a defesa, que por problemas de sua autoria. Chega até a ser difícil fazer uma análise justa da mesma quando se mantém tanto em campo, mas conter o jogo terrestre será parte crucial para limitar o ataque do Vikings. Vale constar que a equipe contará com o importante desfalque do safety Marcus Maye, fora com uma lesão nas costelas.

Baseando-se na maneira como os times chegam para este confronto, existe um favoritismo evidente para o Minnesota Vikings. Porém, a expectativa mais otimista é a de que ao menos Andy Dalton consiga dar algum ritmo para este ataque que, até o momento, encara uma montanha russa que desce bem mais do que sobe. Caso o ataque engrenar, contando com mais uma atuação boa da defesa, o Saints terá chances de sair vitorioso na partida que irá ocorrer neste domingo (02) às 10h30, horário de Brasília, com transmissão dos canais ESPN.

Imagem destacada: John David Mercer/USA TODAY Sports.

Please follow and like us:

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.