Mundo WhoDat

A casa do torcedor do New Orleans Saints no Brasil!

PRÉ-JOGO: NEW ORLEANS SAINTS VS SEATTLE SEAHAWKS

O New Orleans Saints volta para os Estados Unidos com um gosto agridoce após a partida de Londres. Uma derrota dolorida pela maneira que foi, mas, trazendo muitas coisas positivas da partida: o ataque finalmente mostrou um ritmo interessante, rompendo a barreira dos 20 pontos pela primeira vez desde a semana 1, a defesa novamente sendo competitiva de modo geral, e o time mostrando capacidade de voltar para o jogo, vendo a chance de levar o jogo para a prorrogação literalmente bater na trave.

De modo geral, a partida pode ter dado novas energias para essa equipe que, apesar do início ruim, vê um início muito ruim de toda a divisão sul da NFC, tornando assim ainda possível sonhar com uma vaga nos playoffs. Para isso, claramente, é necessário que o time melhore ainda mais, principalmente no ataque e quanto ao número de faltas cometidas. O caminho para isso pode começar nesse fim de semana, quando a equipe recebe o Seattle Seahawks (2-2) no Superdome.

Pode parecer uma surpresa, mas, historicamente, as duas equipes se enfrentaram apenas 15 vezes em temporada regular, tendo o Saints vencido em nove oportunidades. Ambos os times estão vivendo momentos diferentes dos quais estavam acostumados a viver, enfrentando uma reconstrução e um período de adaptação após a perda de seus Franchises QBs. Entretanto, as primeiras semanas mostraram que as equipes, apesar das mudanças, continuam a ser competitivas.

Como dito acima, o Seahawks é dono de uma campanha de duas vitórias e duas derrotas, vencendo Broncos (17×16) e Lions (48×45), e perdendo para 49ers (27×7) e Falcons (27×23). Típico de um time inconstante, mas que tem mostrado mais força do que muitos pensavam.

Nem o mais otimista torcedor de Seattle imaginava que Geno Smith seria capaz de liderar um ataque para 48 pontos, mesmo contra a patética defesa do Lions, mas isso aconteceu. O ataque do Seahawks ainda possui grande talento no seu corpo de recebedores em Tyler Lockett e D.K. Metcalf, mas quem tem carregado de fato o piano por lá é o RB Rashaad Penny, que comanda as ações ofensivas do time e correu para 151 jardas e 2 touchdowns no último confronto.

Rashaad Penny contra o Lions. Imagem de: Gregory Shamus/Getty Images.

A defesa de Seattle, por sua vez, não é das melhores. Costuma ceder muitas jardas terrestres e também perdeu muitos talentos na offseason. Os nomes mais conhecidos da defesa são o Safety Quandre Diggs, o DE Shelby Harris, o OLB Uchenna Nwosu e o LB líder em tackles do time, Jordyn Brooks. Em números, essa defesa é a segunda que mais cede jardas na liga, e também a segunda que mais pontos toma por confronto.

Posto isso acima, após uma apresentação decente do ataque na última semana liderado por Andy Dalton, esse parece ser o confronto ideal para a equipe ganhar de fato um ritmo ofensivo interessante, mesmo novamente com a ausência do QB titular e do principal recebedor da equipe. Isso nos leva ao gigantesco injury report do jogo, que mostra que não contaremos com muitos jogadores chave novamente. A boa notícia é a expectativa de que contemos com a volta de Alvin Kamara, o jogador mais talentoso deste ataque, e que deixa muitos torcedores curiosos em ver como o mesmo funciona com Andy Dalton, um QB que sabe fazer passes curtos.

Injury Report.

A realidade é que a partida deste domingo (09) conta com duas equipes muito inconstantes e que ainda aparecem com um futuro incerto na temporada. Obviamente, isso torna o confronto importante para os times, pois pode ser um importante exemplo do que esperar para o resto do ano. A partida ocorrerá em New Orleans às 14 horas, horário de Brasília, sem transmissão na televisão brasileira.

Imagem destacada: Stephen Brashear/Getty Images.

Please follow and like us:

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.