Mundo WhoDat

A casa do torcedor do New Orleans Saints no Brasil!
Taysom Hill E Jameis Winston Começam Oficialmente A Batalha Para Suceder a Drew Brees

Taysom Hill E Jameis Winston Começam Oficialmente A Batalha Para Suceder a Drew Brees

O quarterback titular do New Orleans Saints estava nas instalações da equipe na terça-feira de manhã, e seu nome não era Drew Brees.

Tecnicamente, Jameis Winston e Taysom Hill deram oficialmente seus primeiros passos para tentar ser o cara que seguirá os passos do “The Guy” quando o Saints passou por seu primeiro dia de mini-camp obrigatório na terça-feira. Mas se qualquer um deles tivesse esperado que a batalha começaria agora, estaria errado. É claro que esse processo já está em andamento há algum tempo.

Winston enumerou uma longa lista de companheiros de equipe com quem trabalhou nos últimos dois meses – muitos dos quais podem ser vistos recebendo os passes de Winston em seus posts nas redes sociais. Para maximizar suas oportunidades de trabalhar juntos, Winston não deixou ninguém pra trás. Hill, cujos treinos nessa offseason ocorreram principalmente fora dos olhos do público e das redes sociais, disse que conheceu e treinou com alguns companheiros de equipe no mês passado em New Orleans.

Então, agora que todos estão no mesmo lugar pela primeira vez esta semana em New Orleans, muitos dos jogadores ofensivos do time já passaram um tempo tentando entender as particularidades de seu novo QB titular – seja qual for ele.

“Você está sempre tentando se conectar com os caras quando eles têm tempo, apenas para se entrosar, construir uma amizade e ficar juntos”, disse Winston, que estava vestindo uma camisa do Saints enquanto conversava com os repórteres por meio da teleconferência. “A melhor parte de ser um quarterback é coordenar esses caras.”

“Ambos trabalham muito”, disse o técnico Sean Payton. “Os dois estão fazendo um ótimo trabalho de liderança. Eles estão trabalhando juntos, organizando os treinos de lançamento. Já falei antes sobre a liderança nessa posição e acho que eles estão fazendo um trabalho muito bom. ”

Nesta competição, Hill desfruta de uma vantagem. Entrando em sua quinta temporada em New Orleans, ele conhece bem Michael Thomas e Alvin Kamara, Tre’Quan Smith e Deonte Harris, sem mencionar todo o tempo gasto com Payton e o playbook do coordenador ofensivo Pete Carmichael.

Winston não teve muito disso em seu primeiro ano com o Saints. Brees e Hill ficaram com a grande maioria dos snaps e, portanto, Jameis teve um corte pesado nas repetições nos treinos. Mas o último ano foi benéfico para Winston, pois ele ganhou um melhor entendimento do que move seus companheiros de equipe. É por isso que ele passou o máximo de tempo que pôde com eles nessa offseason.

“Sempre vale a pena”, disse Winston. “E sim, em cada experiência com qualquer pessoa, você aprenderá algo novo a cada dia. Você aprende como eles se movem e como motivá-los.”

“A liderança é uma coisa contínua, e quanto mais eu puder entender os homens ao meu redor, melhor seremos capazes de direcioná-los e ambos entraremos no caminho certo e poderemos ter os mesmos objetivos, e esse objetivo é ganhar jogos. ”

Existem alguns pontos a serem considerados. Uma das histórias mais interessantes na competição dos quarterbacks são os estilos contrastantes de jogo. Winston, o tradicional pocket passer de braços grandes; Hill, o atleta dinâmico que pode incomodar as defesas em vários eixos.

O ataque do Saints terá quase a mesma formação, independentemente de quem vença a competição, mas certamente terá um aspecto geral diferente dependendo desse resultado. Não é difícil imaginar, digamos, um ataque de passes mais verticais com Winston, ou um que inclua mais potência terrestre com Hill no comando.

“Isso pode variar de acordo com quem é o QB”, disse Payton. “Nós sempre tentamos olhar de perto os pontos fortes de nossos jogadores e vamos construir um pouco as coisas em torno desse jogador. … Há certas coisas que faríamos de forma diferente com cada um, mas vamos resolver isso. ”

Com isso em mente, seria benéfico para o Saints tomar uma decisão mais cedo ou mais tarde – mesmo no cenário provável de que a decisão não seja oficializada publicamente até perto do início da Semana 1. Por falar nisso, como eles vão classificar a carga de trabalho nos treinos e o tempo de jogo da pré-temporada para ter certeza de que estão tomando a decisão certa?

“Isso será um desafio”, disse Payton, “mas vamos encontrar uma maneira de fazer isso.”

Todas essas perguntas certamente têm respostas em andamento, mas por enquanto, o Saints têm o tempo a seu lado. Afinal, terça-feira era apenas oficialmente o primeiro dia.

Traduzido de: Luke Johnson / nola.com

Imagem destacada: AP Photo/Butch Dill.

Please follow and like us:

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.