Mundo WhoDat

A casa do torcedor do New Orleans Saints no Brasil!
Winston x Hill contra o Ravens

Winston x Hill contra o Ravens

Após analisar a primeira partida da pré temporada contra o Baltimore Ravens, foi possível perceber aquilo que todos já imaginavam. Existem pontos muito positivos, mas também muito negativos para ambos quarterbacks de New Orleans. Vamos tentar trazer todos os pontos nessa matéria.

A inconsistência não deveria surpreender, e nem criar um alarme. Foi a primeira vez que o Saints enfrentou outra equipe desde o início do trainning camp, e durante a partida a equipe não contou com seus principais veteranos, tais como Alvin Kamara, e os jogadores da OL Terron Armstead e Ryan Ramczky. Portanto, é aceitável que as adversidades aconteçam.

Em um quarto jogado, nenhum dos dois QBs teve uma performance que os colocaria a frente da disputa pela vaga de titular na semana 1. Suas estatísticas foram praticamente as mesmas, embora Winston tenha participado diretamente de ambas pontuações da equipe.

E como tem acontecido durante todo o trainning camp, ambos jogadores realizaram boas e más jogadas, deixando a disputa ainda aberta para a terceira semana de treinamento.

A seguir, será analisado o que James Winston fez de bom durante a partida.

Boas jogadas de Winston: As jogadas de Jameis no final do segundo quarto da partida foram as suas melhores. Ele iniciou a campanha com um míssel para Juwan Johnson para um ganho de 33 jardas, mostrando a sua força em seu braço. O talento do braço de Winston é perceptível mesmo para aqueles que não são acostumados a acompanhar a NFL. Seu passe de 8 jardas para o TD de Lil’Jordan Humphrey, também foi interessante, mas por uma outra razão; esse passe aconteceu em uma progressão, após ele realizar a leitura e perceber que sua primeira opção, Ty Montgomery, estava marcado, e então encontrou Humphrey livre na end zone para marcar o TD.

Más jogadas de Winston: A segunda tentativa de Jameis em uma campanha rápida não deu tão certo como a primeira. Na realidade, foi um desastre. Seu passe para Humphrey, que estava livre no lado esquerdo do campo, foi muito curto e, consequentemente, acabou sendo desviado e interceptado por Geno Stone. Essa jogada, acredito que ele gostaria de mudar. Ele disse na entrevista pós jogo que: ” Eu preciso lançar uma bola melhor, e eu vou”.

Boas jogadas de Hill: Uma das melhores jogadas de Taysom Hill aconteceu em uma terceira descida do primeiro drive da partida. O Ravens mostrou blitz, e ele conseguiu realizar a leitura da jogada e mudou a mesma. Após, conseguiu achar Marquez Callaway livre para um passe de 10 jardas, e a primeira descida. O diagnóstico e a leitura de Hill estavam lá. Essas características são observadas e desejadas pela comissão técnica da equipe o tempo todo.

Más jogadas de Hill: Uma jogada que Taysom gostaria de apagar aconteceu na segunda série, quando ele perdeu a oportunidade de passar a bola para o livre Ty Montgomery correndo pelo meio do campo, e foi sackado por Patrick Queen. Hill sentiu a pressão chegar pelo lado esquerdo, pois Chris Smith acabou vencendo Andrus Peat, o qual não conseguiu segurar o jogador e não deu tempo para Hill conseguir achar Montgomery livre para uma big play. Sem contar na interceptação de Hill que também aconteceu no primeiro tempo.

Um fato que é notório – e preocupante – tanto sobre Taysom, como Jameis, é a quantidade de tempo que ambos seguram a bola dentro do pocket, quando comparado a Drew Brees (nota do tradutor: saudades). Esse fato já era esperado, pois Brees possuía um dos passes mais rápidos de toda a liga. Mas ambos os atletas precisam ser mais rápidos, e decidir a jogada mais rápido, ou o número de sacks que o Saints irá sofrer essa temporada irá aumentar drasticamente. Winston até notou que em uma jogada ele segurou a bola “por 8 segundos”.

Davenport e Onyemata dominam em sua jornada estendida

Não é comum você ver o seu jogador titular da linha defensiva ser titular durante o terceiro quarto da primeira partida de pré temporada, mas Onyemata jogou no sábado à noite.

Ele e Davenport tiveram mais tempo em campo e conseguiram ser dominantes. A linha ofensiva do Ravens, que estava com 3 reservas, não conseguiu segurar a dupla do Saints. Isso é o que a torcida espera que ambos realizem quando a temporada começar.

Os jogadorem combinaram para 5 tackles, 3 QB hits, 2 tackles para perda de jardas e 1 sack. Onyemata jogou vários snaps no lado esquerdo da linhas e conseguiu colapsar o pocket e causar pressão em seu lado. Não ficou claro se a equipe estava sem jogares para atuar do lado esquerdo, ou se estava testando o jogador em um lado novo. Fato é que Onyemata se sentiu confortável durante seus snaps lá.

O outro “Winston” Surpreendeu positivamente

Easop Winston Jr. não tem somente um dos nomes mais legais da equipe, como o jovem WR também tem talento para o jogo.

A maioria dos fãs do Saints não conheciam o jogador free agent da universidade de Washington State antes do camp, mesmo assim ele conseguiu causar uma boa impressão. E claramente, o Saints tem gostado do que viu.

Winston cuidou dos retornos de punts e kickoffs durante a ausência de Deonte Harris, e ele pareceu se sentir confortável em ambas funções. Ele também demonstrou qualidade nas jardas após a recepção, ao receber um passe no terceiro período para 35 jardas.

O jogador de 87 kilos não tem o biotipo perfeito, mas ele pode correr bem com campo aberto. Ele é outro motivo que o Saints está animado com seus jovens recebedores. Parece um bom cadidato para uma vaga no practice squad.

Blake Gilkin mostra a força de sua perna direita

O jogo de sábado foi uma indicação que as jogadas de punt serão um ponto forte da equipe para a temporada, com o jogador segundo anista de Penn State que irá substituir Thomas Morstead.

Gilkin “punteou” para 59 e 61 jardas em duas de suas três tentativas. Sua média de 44 jardas em 3 punt foi muito boa. E é fácil entender o motivo de o Saints ter assinado com o jogador na temporada passada com um contrato de não draftado.

EXTRAS : Jogadores importantes que não participaram: Marshon Lattimore, Kwon Alexander, Terrons Armstead, Demario Davis, Deonte Harris, Malcom Jenkins, Cam Jordan, Marcus Willians, Payton Turner e P.J. Willians.

Traduzido de: nola.com

Please follow and like us:

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.