Mundo WhoDat

A casa do torcedor do New Orleans Saints no Brasil!
Pré-jogo: Os bons companheiros

Pré-jogo: Os bons companheiros

Geralmente uma vitória traz ânimos renovados, esperança e empolgação para o que está por vir. Porém, esse não foi exatamente o caso após a vitória do New Orleans Saints sobre o Carolina Panthers por 28 a 6 no último domingo.

Vencer jogando mal contra o pior time da liga fez com que os torcedores do Saints permanecessem insatisfeitos com a equipe. Porém, na NFL, tudo pode mudar muito rápido, e o Saints terá mais uma chance de dar a volta por cima enfrentando o New York Giants na semana 15.

Nesse momento, não há conexão maior com o que foi dito acima que o exemplo do New York Giants, simplesmente um dos times mais quentes da liga nesse momento. Você não leu errado, o Giants vêm de três vitórias seguidas liderados pela mais nova “sensação” da temporada, o quarterback Tommy Devito.

Devito não está nos holofotes apenas por sua atuação em campo. Fora de campo, sua família e seu agente, tipicamente ítalo-americanos, estão roubando a cena nas reações com o sucesso do quarterback, o qual teve seu nome dado em homenagem ao personagem do filme “Os bons companheiros” (Goodfellas). Abro um parênteses aqui para dizer que “bons companheiros” têm sido o contrário do que o Saints tem vivido, não é, Derek Carr e Erik McCoy?

Tommy Devito e seu agente Sean Stellato. Imagem de: We the Italians.

Essas histórias peculiares são sempre muito boas, ainda mais pelo fato de que a empolgação está sendo totalmente justificável. Nas últimas 3 partidas, Devito tem 5 TDs e nenhuma interceptação, se mostrando bem confiante nas atuações.

A corrida do Giants nesse final da temporada não deve ser suficiente para que eles belisquem uma vaga nos playoffs, pois são donos de uma campanha 5-8. Porém, a combinação que deu muito certo principalmente na última vitória – 24 a 22 contra o Packers – é justamente o calcanhar de Aquiles do Saints.

Obviamente estamos falando do jogo terrestre, pois além de lançando a bola, o quarterback contribuiu com 10 corridas para 71 jardas na última semana. Junte isso ao fato de que a equipe conta com um dos melhores corredores da liga, Saquon Barkley, que está voltando a colecionar atuações memoráveis e tem tudo para castigar a frágil defesa do Saints contra o jogo terrestre.

O jogo aéreo não costuma ser o carro chefe da equipe que não conta com recebedores dos mais confiáveis, tendo Darius Slayton, Wan’Dale Robinson e Jalin Hyatt como principais WRs. Porém, quando o assunto é azar, o New Orleans Saints sempre está em primeiro na fila. Por isso, depois de perder quase toda a temporada, o New York Giants deve contar com a volta de seu principal alvo no jogo aéreo, o TE Darren Waller.

Do outro lado da bola, um nome assusta: Kayvon Thibodeaux. O jogador de pass-rush tem simplesmente 11,5 sacks na temporada, quase o dobro que o melhor jogador do Saints no quesito – Carl Granderson com 6,5.

Kayvon Thibodeaux. Imagem de: Vincent Carchietta-USA TODAY Sports.

Além dele, os principais jogadores da defesa do Giants são o MLB Kayvon Okereke (6º em tackles na liga com 76), os CBs Adoree’ Jackson e Deonte Banks e o Safety Xavier McKinney. Apesar dos bons nomes, a defesa do Giants é apenas a 26ª no ranking da NFL, sendo a 29ª contra corrida e a 18ª contra o passe.

Resumindo tudo o que foi dito acima, o ataque do Saints irá precisar funcionar para que a equipe tenha chances de vencer, pois a ótica do lado defensivo da bola não é das melhores, com os matchups favorecendo os visitantes. Conforme mostrado, Alvin Kamara, Jamaal Williams e Taysom Hill precisam ser muito bem utilizados pela fragilidade defensiva contra o jogo terrestre que existe no Giants, além de ser um fator para descansar a defesa do Saints e manter o ataque de Nova Iorque fora de campo.

Claro que é muito importante darmos uma olhada no Injury Report para a partida, a imagem abaixo mostra a lista do Saints que pode não contar com jogadores muito importantes. Do lado do Giants, o LG Justin Pugh e o DT Dexter Lawrence estão como questionáveis, enquanto o OT Evan Neal é listado como dúvida para o jogo.

Antes de finalizar, cabe uma passada pelo interessante histórico do confronto. Em 31 duelos, o NY Giants leva a vantagem por 17-14. Porém, em casa, a vantagem do Saints é de 9-5. Entretanto, quando se fala de Saints e Giants, é impossível não lembrar do histórico duelo em 2015 no qual Drew Brees lançou SETE touchdowns na vitória por 52×49. Vou deixar o link com os melhores momentos aqui para vocês assistirem novamente e sentirem saudades. Caso você nunca tenha assistido, pare TUDO que está fazendo e vá assistir agora.

Apesar da dificuldade, é mais um jogo que é de suma importância para o Saints vencer se quiser continuar na briga pela NFC Sul. A título de curiosidade, o Atlanta Falcons encara o Carolina Panthers e o Buccaneers enfrenta o Green Bay Packers, com ambos os times da NFC Sul jogando fora de casa. A partida do Saints, por sua vez, irá ocorrer no Superdome às 15 horas, horário de Brasília, desse domingo (17), sem transmissão na televisão brasileira.

Imagem destacada: Robert Deutsch-USA TODAY Sports.

Please follow and like us:

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.